Adepará faz fiscalização móvel de produtos de origem vegetal e animal no sudeste do Pará

Objetivo é impedir a circulação de produtos sem os documentos sanitários exigidos, que colocam em risco a saúde e a vida dos consumidores e a produção agropecuária

18/03/2021 16h00 - Atualizada em 18/03/2021 16h52
Por Manuela Viana (ADEPARÁ)

Fiscais da Adepará verificam cargas de produtos animais e vegetais, conferindo a regularidade da documentação sanitária exigida por leiPara coibir o possível trânsito irregular, desacompanhado de documentos sanitários, e garantir a sanidade dos produtos que trafegam em território paraense, agentes da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) fazem fiscalizações móveis no sudeste do Pará, nos seis municípios da Regional de Marabá.  Nesta quinta-feira (18), os agentes estão nos municípios de Itupiranga e Nova Ipixuna, e na quarta-feira (17) estiveram em Curionópolis e Eldorado dos Carajás.

A ação se iniciou na última terça-feira e segue até sexta-feira (19). A fiscalização ativa de trânsito agropecuário no território paraense tem o intuito de desenvolver a economia e manter a qualidade do patrimônio sanitário agropecuário, livrando-o de doenças e de pragas.

A ação é realizada pela Adepará com apoio da Polícia Militar e da Companhia Fluvial da PM, que têm papel fundamental na garantia da ordem e proteção social.

As ações periódicas de fiscalização fixa e móvel mantêm a regularização dos produtos e subprodutos de origem animal e vegetal. Esse trabalho é considerado essencial e é realizado mesmo durante a pandemia de Covid-19. É uma forma de garantir alimentos inócuos e de qualidade ao consumidor paraense.

A equipe aborda os caminhões boiadeiros, baús e baús refrigerados para verificar se os produtos transportados por esses veículos estão com os documentos sanitários que comprovam a sua inocuidade, sejam de origem animal ou vegetal.

“Verificamos a carga e pedidos a Guia de Trânsito Animal ou Vegetal, e a nota fiscal para produtos e subprodutos de origem animal. A principal motivação desta ação é coibir o trânsito irregular desacompanhado de documentos sanitários. Além disso, na oportunidade, também realizamos o trabalho de educação sanitária, orientando e distribuindo os folders informativos”, detalha o médico veterinário, Sergio Amaral.

A ação teve apoio da PM regional de Marabá e foi feita pelos Fiscais Estaduais Agropecuários (FEAs), o engenheiro agrônomo Anderson Pinheiro, o médico veterinário Sergio Amaral e Agente Fiscal Agropecuário (AFA) Jakecelina Gomes, todos servidores da Unidade Local de Sanidade Agropecuária (Ulsa) de Marabá. Fiscal confere a documentação de carga na região sudeste do Pará

As penalidades aplicadas para quem está irregular são: auto de infração, apreensão e destruição de diversos tipos de produtos, desde matéria-prima até produtos processados.

“A prioridade não é a de autuar, mas sim de prevenir e impedir a entrada de novas doenças e pragas; controlar ou erradicar as existentes; proteger o parque industrial agropecuário com produtos de origem animal com rastreabilidade; e combater a produção clandestina de produtos de origem animal. O setor industrial animal reconhece a importância destas ações, afinal a produção clandestina de produtos de origem animal promove agressão ao meio ambiente, não gera empregos, não gera divisas econômicas e põe em risco a saúde pública, principalmente neste momento de pandemia”, frisa o diretor de Defesa e Inspeção Animal, Jefferson Oliveira.

QUALIDADE

O trabalho de fiscalização e inspeção realizado periodicamente pela Adepará repercute diretamente no crescimento agropecuário do Pará e no interesse de grandes investidores quanto à produção de grãos, carnes, leite, ovos e pescado.

A Adepará está comprometida com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e com a garantia da segurança alimentar e da melhoria nutricional, por meio da promoção de uma agricultura sustentável, conforme estabelece o ODS 2.

SERVIÇO 
A Agência de Defesa Agropecuária está presente nos 144 municípios paraenses. No site da Agência - www.adepara.pa.gov.br - há os endereços e contatos dos escritórios em todos os municípios. Os telefones para contato são: 3210-1101, 1105 e 1121. Caso a preferência seja por celular o contato é o 99392-4264.