Seduc destaca importância das escolas para a educação, formação da cidadania e socialização

No Dia da Escola, secretária de Educação, Elieth Braga, diz que o governo requalifica as escolas com materiais pedagógicos avançados e espaço físico digno

15/03/2021 14h30 - Atualizada em 15/03/2021 15h33
Por Lilian Guedes (SEDUC)

Seduc defende o valor das escolas como locais que democratizam o conhecimento e promovem a construção moral e ética dos alunos Nesta segunda-feira, 15 de março, é comemorado o Dia da Escola. Mais do que apenas educar crianças, adolescentes e adultos, as unidades escolares são importantes espaços que irradiam conhecimento e dão apoio às comunidades que estão ao seu redor. Além disso, as escolas formam cidadãos e são os primeiros ambientes de socialização e reconhecimento do outro, como um sujeito igual a si próprio.

As unidades de ensino também exercem papéis fundamentais perante à sociedade e buscam coletivizar - democratizar o acesso ao conhecimento, e se destacam por serem locais que promovem a construção moral e ética dos alunos. Esses dois importantes papéis fazem parte do processo formativo das pessoas, que as tornam conscientes, críticas, engajadas e com potencial para transformar as suas vidas e das pessoas ao seu redor.

A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, ressaltou a importância das unidades escolares no processo educacional dos estudantes paraenses.

"As escolas são ambientes de grande relevância na vivência dos alunos, professores, técnicos, gestores, para todos, inclusive para as famílias. A presença das famílias nas unidades de ensino é fundamental, por atuarem como verdadeiros parceiros no processo formativo dos nossos alunos, o que possibilita, por sua vez, bons resultados nos indicadores educacionais”, frisou.

A rede estadual pública de ensino se mantém como espaço de aprendizagem para 576 mil alunos, em diferentes níveis e modalidades Em seguida, a titular da Seduc pontuou os investimentos que estão sendo realizados na melhoria dos espaços de aprendizagem, possibilitando, dessa forma, mais comodidade, conforto e segurança aos estudantes da rede pública estadual. 

REQUALIFICAÇÃO

“Neste momento, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), caminha para requalificar as suas escolas, dotando esses espaços com materiais pedagógicos avançados, deixando-as em boas condições e, principalmente, reconstruindo a maioria destas. São muitas unidades escolares recebendo obras e serviços pontuais por todo o Pará, e vamos avançar para que ainda este ano, outras também possam ser beneficiada”, destacou Elieth de Fátima Braga.

Atualmente, a rede estadual de ensino dispõe de 927 escolas, situadas em todos os 144 municípios paraenses. Esses espaços de aprendizagem atendem diretamente 576 mil alunos, em diferentes níveis e modalidades educacionais. Devido à crise sanitária mundial do novo coronavírus (Covid-19), desde o dia 18 de março de 2020, as unidades escolares da Seduc estão com as aulas presenciais suspensas, como uma das medidas de enfrentamento à proliferação do vírus. 

NOVAS ESCOLAS

Desde janeiro de 2019, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), promove uma verdadeira transformação na educação pública paraense. Os investimentos vão desde ações que garantem a alimentação escolar, iniciativas para assegurar o processo de ensino-aprendizagem dos alunos em tempos de pandemia, formação continuada dos educadores, além da ampliação e reconstrução de diversas escolas em todas as regiões do estado.

Até o momento, 56 unidades escolares já foram construídas, ampliadas ou totalmente reconstruídas pelo Executivo Estadual, em 39 municípios paraenses. Todas essas obras representam um investimento de R$ 159,7 milhões de reais, com recursos oriundos do Tesouro Estadual, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que beneficiam diretamente cerca de 48 mil estudantes.

As escolas estaduais situadas em Abaetetuba, Acará, Ananindeua, Belém, Benevides, Bragança, Breves, Cachoeira do Piriá, Cametá, Colares, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Ipixuna do Pará, Maracanã, Marapanim, Medicilândia, Melgaço, Muaná, Nova Timboteua, Oeiras do Pará, Porto de Moz, Primavera, Redenção, Salinópolis, Salvaterra, Santa Isabel do Pará, Santa Luzia do Pará, Santa Maria do Pará, Santana do Araguaia, Santarém, São Caetano de Odivelas, São Félix do Xingu, São Geraldo do Araguaia, Senador José Porfírio, Terra Alta, Terra Santa, Trairão, Ulianópolis e Vigia, já receberam investimentos do Estado e passaram por obras de infraestrutura escolar. 

Ainda em 2021, o Governo do Pará seguirá com o cronograma de entregas por todas as localidades do estado. A previsão para este ano é que dezenas de unidades escolares sejam entregues e outras recebam investimentos consideráveis, para que mais estudantes da rede estadual também possam ser beneficiados com tudo que há de mais moderno em infraestrutura escolar.

* Por Vinícius Leal (Ascom/Seduc)