Igeprev promove curso de preparação de militares para aposentadoria

O evento terá quatro encontros virtuais voltados, nesta etapa, para onze policiais da PM

11/03/2021 09h01 - Atualizada em 11/03/2021 10h40

Encontro virtual foi ministrado pela psicóloga do Igeprev, Juliana GalvãoO Igeprev iniciou, na quarta-feira (10), o primeiro curso de preparação de militares para aposentadoria. Em parceria com a Polícia Militar, a capacitação aborda temáticas importantes para discussão com os servidores que estão prestes a entrar para a reserva.

Ministrado por técnicos do Núcleo de Atenção Psicossocial do Igeprev, o evento terá quatro encontros virtuais, cada um debatendo um tema diferente. O primeiro foi sobre “Saúde Mental e ‘Inatividade’”.

A psicóloga do Igeprev, Juliana Galvão, conduziu um diálogo interativo com onze policiais militares que brevemente entrarão na inatividade. A temática central foi compreender o que é saúde mental e como promover sua manutenção após a entrada para a reserva. Para isso, a psicóloga levantou questões importantes para incentivar reflexões que auxiliam neste processo, como a valorização do tempo; manter a curiosidade acesa; aprendizado contínuo; viagens atraentes; afazeres domésticos; voluntariado; realizar arte e cultura; respiração; meditação e yoga.

Para Juliana, a experiência de promover um curso com esta temática e diálogo foi excelente. “Contempla uma demanda importante para a qualidade de vida dos servidores do Estado. Iniciar uma semente de educação previdenciária, com a realização deste curso que visa orientar a transição para a inatividade, faz com que o Igeprev cumpra sua missão de contribuir para a dignidade do ex-servidor estadual”.

Um dos participantes, o policial militar Nilton Araújo, parabenizou a iniciativa e reconheceu a importância dele neste estágio da profissão. “Esse curso é muito importante e deveria ter sido implantado antes. Assim a gente constrói a expectativa de vivenciar o último dia de trabalho, porque a inatividade traz um vazio em nós, pois é uma vida de 30 anos e o que eu sei fazer é ser policial. Nós, policiais, precisamos mesmo dessa iniciativa”.
Nilton falou também da importância dos profissionais da Psicologia no ambiente de trabalho da corporação.

Segundo ele, promover a saúde mental é de extrema importância, especialmente para os policiais militares que vivem adversidades peculiares no cotidiano de trabalho: “Sempre defendi a ideia de que, pelo menos uma vez ao ano, um psicólogo passe uma semana em cada unidade para fazer um acompanhamento nos policiais, pois querendo ou não, somo catalisadores de energia tanto positiva como negativa”.

O presidente do Igeprev, Giussepp Mendes, defende ações que promovam capacitação e conhecimento humano e profissional. “Este é um dos projetos que nós estimulamos e apoiamos. O Igeprev sempre desenvolverá projetos que fomentem a educação previdenciária, o bem-estar dos nossos atuais segurados e dos que serão no futuro. Então, estamos muito orgulhosos em poder contribuir de forma qualitativa na preparação da inatividade de integrantes da Polícia Militar do Estado do Pará”.

Por Cácia Medeiros (IGEPREV)