Policlínica Itinerante do Hangar realiza 300 atendimentos diários de casos leves de Covid-19

24/02/2021 16h06 - Atualizada em 24/02/2021 16h59
Por Bruna Brabo (SECOM)

A Policlínica Itinerante é referência no atendimento de pacientes com sintomas leves de Covid-19 em Belém e na região Metropolitana. A abertura das unidades foi um dos principais acertos do Governo na assistência aos pacientes com suspeita de Covid-19, no ponto alto do contágio no Estado.

"O foco da Policlínica Itinerante são os casos leves e moderados. Os pacientes que apresentarem sintomas graves, como falta de ar, desconforto respiratório acentuado devem se encaminhar para as UPAS. Diariamente, estamos atingindo nossa meta com 300 atendimento aqui no Hangar. Estamos atendendo muitos idosos e jovens, esse momento em que a população precisa entender que devemos estar unidos e cuidar um dos outros’’, disse a diretora técnica da Sespa, Dra Carla Figueiredo.  

A dona de casa, Elza Ferreira, de 44 anos, mora do bairro do Marco, buscou no tratamento na fase inicial. "Minha família pegou Covid, comecei a sentir os sintomas e vim procurar atendimento aqui no Hangar, fiz o exame e agora vou pra casa para me tratar’’, contou.

Para a Secretaria de Saúde do Estado (Sespa), o funcionamento das unidades ameniza as internações hospitalares por oferecer atenção a casos leves ainda no estágio inicial da doença. "Essa é mais uma  estratégia voltada para o enfrentamento da Covid-19, criada pelo Governo do Estado, que tem trabalhado incansavelmente para oferecer atendimento de qualidade para os paraenses. Também é importante ressaltar aos pacientes que são atendidos por todas as Poli itinerantes é que mesmo que o resultado seja negativo para Covid-19, todos devem continuar mantendo as recomendações de distanciamento social, a higiene constante das mãos com álcool em gel e o uso da máscara’’, destacou o secretário Rômulo Rodovalho.

O autônomo, Brian Souza, elogiou o atendimento. “Me encaminharam para fazer PCR, também me passaram receita para medicação. Gostei muito do atendimento, a médica muito atenciosa’’, disse o paciente.

Atendimentos – Até o dia 23/02, a unidade atendeu 23.612 pessoas. A demanda é espontânea, tendo em vista que basta o paciente procurar a unidade caso apresente sintomas leves.

O paciente passa primeiramente pela triagem, onde é verificada a oxigenação, temperatura e pressão. Em seguida, o paciente é encaminhado para a consulta médica, onde caso haja necessidade são solicitados exames complementares e também a prescrição médica com a indicação para o tratamento dos sintomas. O exame de RT-PCR são encaminhados ao Laboratório Central do Estado (Lacen-Pa) e os resultados são entregues em até 5 dias úteis.

Serviço – Atualmente são três pontos de atendimento da Policlínica Itinerante.

 - Poli no estacionamento do Hangar – Centro de Convenções - Avenida Doutor Freitas, s/n. Atendimento de segunda-feira a sábado, das 8h30 às 17 h. 

 - Núcleo de Esporte e Lazer (NEL)  - Travessa Dom Romualdo de Seixas, 1215, bairro Umarizal. Atendimento de segunda a sábado, das 8h às 17h; no domingo, das 8h às 17h. 
 
- Poli Mangueirão - Avenida Augusto Montenegro, s/n. Atendimento de segunda-feira a sábado, das 8h30 às 17 h.