Governo vai garantir atendimento 24 horas em ortopedia e traumatologia na região do Caetés

Hospitais de portas abertas, sem regulação, vão aliviar a demanda no Hospital Metropolitano e desburocratizar assistência médica a vítimas de fraturas

24/02/2021 14h12 - Atualizada em 24/02/2021 15h13
Por Mozart Lira (SESPA)

Repactuação com hospitais que atendem ao SUS na região do Caetés assegura portas abertas a vítimas de traumas ortopédicosO governo do Estado vai reformular os perfis de atendimento de três hospitais localizados em Bragança, conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS), mediante contrato com a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), com o objetivo de um deles atender pacientes de ortopedia e traumatologia no regime de porta aberta 24 horas, quando não há necessidade de encaminhamento. 

A intenção é desburocratizar o atendimento a vítimas de acidentes e fraturas na região de integração dos Caetés, que abrange 16 municípios do nordeste paraense. Segundo o secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho, foi a forma encontrada pela Secretaria para dinamizar a regulação desses pacientes, a partir de uma nova estratégia utilizando os hospitais que já atendem na região. 

Ele explica que o mesmo fluxo já vem sendo adotado com sucesso pelo Hospital Divina Providência, de Marituba, contratualizado pela Sespa; pelo Hospital Regional de Conceição do Araguaia e pelo Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba: os três já atendem pacientes de ortopedia e traumatologia por porta aberta durante 24 horas. 

“Em Bragança, a Sespa mantém convênio com o hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, com o Hospital de Clínicas e com o Hospital Geral, que atendem pacientes do SUS. Pela nossa análise técnica, identificamos que os três estão ofertando os mesmos serviços à população local e dos municípios vizinhos”, complementa o secretário adjunto da Sespa, Sipriano Ferraz, ressaltando que as mudanças devem ser concluídas em 30 dias, mediante repactuação dos contratos da Sespa com essas três unidades.

“Com isso, além de um hospital atender ortopedia e traumatologia por demanda espontânea, outro atenderá pacientes de obstetrícia por porta aberta 24 horas e o terceiro atenderá clínica geral adulto e pediátrico, também por porta aberta, diuturnamente”, complementa Sipriano. 

REPACTUAÇÕES

As reformulações comportarão mudanças também nos perfis de atendimentos nos dois hospitais regionais estaduais da região: o de Salinópolis e o dos Caetés, localizado em Capanema. “Por essas repactuações, teremos condições de sanar, só na região dos Caetés, cerca de 90% das demandas de saúde”, pontua Sipriano Ferraz, ao lembrar que a intenção da Sespa é chegar a 2022 com ao menos dez hospitais estaduais e conveniados ao SUS atendendo traumatologia de portas abertas por 24 horas.

“Nosso objetivo é esse: destravar o Sistema Estadual de Regulação e descentralizar o atendimento em ortopedia em todo o Estado, de forma a agilizar a resolução do problema do paciente na região de sua residência”, complementa. 

Para Sipriano Ferraz, os vários polos de ortopedia que estão sendo criados pelo governo estadual visam também a desafogar o atendimento no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência.

“Além de Bragança, já estaremos em março estruturando também no Hospital Regional do Baixo Tocantins – Santa Rosa, em Abaetetuba, outro polo de atendimento em ortopedia e traumatologia em porta aberta por 24 horas, ou seja, já serão cinco polos só nesses primeiros três meses do ano”, afirma. 

No entendimento da diretora de Regulação da Sespa, Camylla Rocha, a busca por serviços de ortopedia/ traumatologia tem sido muito expressiva de modo unânime em todas as regiões, sobretudo nas regiões Metropolitana e Caetés.

“O impacto da ampliação do atendimento por demanda espontânea para esse tipo de serviço foi imediatamente sentido de modo muito positivo quando ajustamos o fluxo entre Marituba e Ananindeua”, afirma, ao ressaltar que o perfil da necessidade de cada região se comporta de modo dinâmico e exige, da Sespa, análises constantes do número de solicitações por tipo de agravo e a previsão de suas tendências.