Igeprev mantém Censo Previdenciário e aumenta prevenção contra a Covid-19

Mudanças ocorrem diante do bandeiramento amarelo e vermelho nas regiões metropolitana de Belém e Baixo Amazonas

27/01/2021 10h20 - Atualizada em 27/01/2021 13h15

O Instituto de Gestão Previdenciária do Pará (Igeprev) decidiu aumentar as restrições no processo de atualização dos dados cadastrais de segurados, diante do risco de contaminação pelo coronavírus e o bandeiramento amarelo e vermelho nas regiões metropolitana de Belém e no Baixo Amazonas.

O calendário do censo, que iniciou em novembro de 2020 e vai até maio deste ano, continua valendo, mas o Igeprev reforçou as medidas de prevenção para proteger servidores e beneficiários, durante o recadastramento presencial. O instituto estabeleceu um espaçamento maior entre os horários das entrevistas presenciais para evitar aglomeração e recomenda o distanciamento social, a obrigatoriedade do uso de máscaras e de higienização das mãos com álcool em gel nos locais de atendimento.

Para os segurados dos municípios dessas regiões, que não conseguirem fazer o recadastramento dentro do prazo, o órgão irá disponibilizar uma nova agenda de datas a ser divulgada no site e redes sociais do Igeprev.

Também para facilitar o acesso e evitar o deslocamento das pessoas para os municípios polos, o Instituto vai colocar em prática um serviço itinerante a partir de fevereiro. Dois caminhões já estão equipados para o atendimento e vão percorrer as cidades em datas ainda a ser divulgadas.

O presidente do Igeprev, Giussepp Mendes, informa que nenhum benefício previdenciário será suspenso até a conclusão da atualização cadastral dos segurados residentes no Baixo Amazonas e área metropolitana de Belém.

Para participar do Censo Previdenciário, aposentados e pensionistas devem agendar o atendimento de forma antecipada no site do Igeprev ou pelo telefone (91) 3182-3500.

Por Cácia Medeiros (IGEPREV)