Sedeme registra balanço positivo nas ações promovidas no TerPaz em 2020

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) promoveu oficinas e capacitações profissionais para comunidades

15/01/2021 15h37 - Atualizada em 15/01/2021 17h20
Por Fabiana Otero (SEDEME)

Mesmo em um ano marcado pela pandemia, o Programa Territórios de Paz (TerPaz) promoveu uma série de oficinas e capacitações em 2020, com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

Sedeme promoveu capacitação técnicas para empreendedorasCom o objetivo de promover qualificação profissional em áreas de vulnerabilidade social, a iniciativa da Sedeme atendeu a moradores dos sete territórios da paz, seguindo as recomendações de protocolos de segurança contra a Covid-19, e agregando valor no aprendizado das comunidades.

De acordo com a gerente, da Sedeme, vinculada ao TerPaz, Mônica Martins, as iniciativas da Secretaria no programa beneficiaram mais de 300 pessoas em 2020. O cronograma de ações, oficinas, capacitações e webinários atendeu, em média, mais de 30 pessoas em cada bairro coberto pelo TerPaz: Benguí, Cabanagem, Guamá, Jurunas, Terra Firme, Icuí Guajará e Marituba.

Entre as qualificações profissionais oferecidas, destaques para dois workshops sobre massas e molhos, cursos de garçom, além das oficinas de boas práticas de manipulação de alimentos e outras capacitações técnicas voltadas à gastronomia.

Em um ano marcado pelo isolamento social, o Programa TerPaz deu continuidade a programação e promoveu ações online voltadas para a área de Moda como o webinário com o tema “Empreendedorismo para Costureiras – Desenvolvendo Produtos e Negócios durante e Pós-pandemia”, também, workshops de “Customização de camisas para o Círio” e “Elaboração de camisas em técnicas tie dye”.

Uma das beneficiadas pelo TerPaz foi a estudante Juliane Oliveira, de 15 anos. Ela ressaltou a chance de participar da oficina sobre boas práticas de manipulação de alimentos, realizada em parceria com a Universidade da Amazônia (Unama) e direcionada aos moradores do Território de Paz de Marituba.

“Acho que é muito importante ter acesso a esse tipo de programação, principalmente pela qualificação profissional e também para ter mais acesso à educação, com isso também podemos descobrir a nossa profissão futuramente”, avaliou a estudante Juliane Oliveira.

A diretora da Diretoria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviço (DDICS), Andrelina Lima, observou o Programa Territórios da Paz é um marco para o Estado do Pará, por ter o papel estratégico de aproximar a sociedade paraense do Governo, "uma relação antes distante, e com reflexos visíveis com altos índices de violências nessas áreas e diversas vulnerabilidades sociais. A Sedeme, com base em sua finalística, apoiou o Programa com ações voltadas ao empreendedorismo. E no ano de 2020, tivemos experiências duradouras que geraram de fato impactos positivos na vida de nossa comunidade, contribuindo assim de sobremaneira para a continuidade do programa”, frisou a diretora.

Resultado – De acordo com o secretário interino da Sedeme, Carlos Ledo, o Governo do Pará, através do Programa de Segurança Pública, envolveu duas vertentes importantes, que foram o pulso forte das autoridades de segurança pública aliado às ações integradoras com ofertas de serviços e cursos, com foco na transformação social e não mais apenas olhando e enfrentando os efeitos, mas buscando discutir e solucionar as causas através do TerPaz.

“O que já conseguimos vislumbrar é uma queda vertiginosa da violência. O Governo do Pará, através do Governador Helder e toda a equipe ligada ao projeto, está de parabéns pelo zelo e eficiência no desenvolvimento e condução desta iniciativa”, afirmou o secretário Carlos Ledo.