Carajás Centro de Convenções recebe sanitização e revitalização após encerramento do hospital de campanha

11/01/2021 15h23 - Atualizada em 11/01/2021 16h01

O Carajás Centro de Convenções (CCC) passou por processos de sanitização e revitalização após o encerramento das atividades do hospital de campanha instalado pelo Governo do Pará no local. O trabalho foi executado por uma equipe da O.S Pará 2000, que administra o espaço. Os colaboradores foram treinados seguindo todas as normas e padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde. A sanitização, bem como os reparos físicos, foram realizados no final do mês dezembro e o local já se encontra apto a receber eventos.

O Centro de Convenções Leonildo Borges Rocha recebeu cerca de 1.077 pacientes desde que o hospital de campanha foi montado no local, em abril de 2020, como parte da estratégia do Governo do Pará de combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

“O processo de sanitização consistiu em um processo de três dias. Primeiro foi feita a aplicação dos produtos: álcool 70%, combacter 800 pró e perox 3D, todos específicos para eliminação de fungos, bactérias e vírus. Em seguida, o ambiente precisou ficar fechado por um dia para ação do produto e conclusão do serviço, por toda a estrutura do Centro de Convenções. Além desse processo foi realizado procedimentos de revitalização como pinturas, reparos de pisos, banheiros, manutenção predial, manutenção do sistema de ar-condicionado, entre outros. Tudo para que possamos retomar as atividades em 2021 com 100% da nossa capacidade”, conta Edgar Marques, Gerente Operacional da O.S Pará 2000.

Dennys Rocha, gerente do CCC, revela que o trabalho da equipe continuou mesmo durante o funcionamento do hospital. “Passados os períodos mais críticos da pandemia, foram feitos vários reparos na parte elétrica, manutenção nos geradores e casa das bombas, além de reformas pontuais nas portas das saídas de emergência, nos bloquetes do pátio, na parte de jardinagem e paisagismo do espaço. Não paramos um minuto, sempre obedecendo as normas da vigilância sanitária, para a segurança dos nossos colaboradores”, destaca o gerente.

No CCC, o Hospital de Campanha dispunha de uma área de 4 mil metros quadrados, onde ofertou 120 leitos, sendo 75 clínicos e 45 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e contou com o empenho de 185 profissionais de saúde, que atenderam pacientes de vários municípios das regiões sul e sudeste do Pará.

Por Beatriz Pastana (Pará 2000)