Projeto ‘Parcerias pelo Pará’ incentiva o desenvolvimento econômico do Estado

Sedeme objetiva levar as ações para as 12 regiões de integração do Pará

08/01/2021 11h03 - Atualizada em 12/01/2021 18h10
Por Giovanna Abreu (SECOM)

Mais emprego e renda para os municípios paraenses. Esse é o principal objetivo do projeto ‘Parcerias pelo Pará’, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), que estimula a troca de informações entre órgãos públicos e iniciativas privadas para contribuir para o desenvolvimento econômico do Estado.

As atividades do projeto, segundo Carlos Ledo, secretário interino da Sedeme, envolvem uma agenda contínua de encontros sobre gestão pública e privada, de caráter institucional e empresarial. “Através da integração das ações dos órgãos de desenvolvimento do Estado com o poder público municipal, iniciativa privada e entidades de classe representativas do setor produtivo, buscamos gerar oportunidades, emprego e renda no Pará”, explica.

Lançado em outubro de 2019, o projeto engloba oito órgãos estaduais (Sedeme, Sedap, Seplad, Seaster, Jucepa, Codec, Banpará e CredCidadão) e já passou por vários municípios paraenses, entre eles Marabá, Santarém, Parauapebas, Castanhal e Capanema. O intuito é levar as ações do projeto para as 12 regiões de integração do Estado e chegar a mais cidades. O projeto possui três instituições parceiras: Sebrae, OC/Sescoop e Famep.

Os encontros possibilitam o desenvolvimento de políticas públicas que incentivam a inserção no mercado de trabalho, além de ouvir as principais demandas do setor produtivo, incluindo cooperativas, indústrias, empresas do comércio e serviço. “Nós apresentamos os principais produtos e serviços que a Sedeme e a rede de parceiros dispõem para auxiliar nas alternativas que possam fomentar o crescimento da economia”, informa Carlos Ledo.

Na primeira edição do ‘Parcerias pelo Pará’, que será concluída em junho de 2021, na cidade de Altamira, 15 municípios serão contemplados como sede dos encontros do projeto. Entre as cidades que receberão as programações, estão Breves, Soure, Moju, Itaituba e Redenção.