Segurança pública do Pará já conta com veículos blindados para combate à criminalidade

Veículos blindados, incluindo uma lancha, e novos equipamentos de comunicação integram os mais recentes investimentos do Estado no sistema de segurança

21/12/2020 21h32 - Atualizada em 21/12/2020 22h43

Á beira da Baía do Guajará, o governador Helder Barbalho, o secretário Ualame Machado e outras autoridades observam a primeira lancha blindada da segurança pública estadualPara combater a violência é necessário ter meios que possam garantir a atuação rápida e enérgica, e assim assegurar a eficiência do trabalho dos agentes de segurança pública. Com base nessa constatação, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), entregou nesta segunda-feira (21) os primeiros veículos blindados para o trabalho policial no Estado. O ato de entrega, com as presenças do governador Helder Barbalho e do titular da Segup, Ualame Machado, ocorreu na escadinha do Cais do Porto, na Praça Pedro Teixeira, em Belém, à beira da Baía do Guajará.Os veículos blindados vão garantir a integridade física dos agentes de segurança

"Nós estamos equipando os órgãos de segurança pública do Estado para que tenham condições de enfrentamento à violência, e levando em conta as peculiaridades e especificidades da estratégia de segurança pública do Estado. Esses equipamentos, que foram frutos de uma parceria de empresas que fizeram a doação para o Estado, e que foram adaptados pelo Governo, seja para o Batalhão de Operações Especiais, seja para a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), reforçam a nossa estrutura, para que a Polícia do Pará, tanto na remoção de detentos, quanto no enfrentamento, e efetivamente nos equipamentos para as ações ostensivas de policiamento, possa estar bem estruturada. Também estaremos com a nossa primeira lancha blindada, que se soma a investimentos que ainda estão por chegar e irão incrementar esta estratégia, para que possamos atuar na água, levando em conta as características territoriais e regionais", afirmou Helder Barbalho.A lancha Aruanã é equipada com visão noturna, visão termal, sonar e radar

A primeira lancha blindada do Pará será utilizada pelo Grupamento Fluvial (GFLu), vinculado à Segup, e contará com tripulação exclusiva e capacitada para agir em ações ostensivas de combate a crimes graves, a exemplo do tráfico de drogas, pirataria e assaltos a bancos, nos municípios localizados de forma estratégica, em lugares onde o rio é facilmente utilizado como rota de fuga. O investimento total na construção da embarcação, levando em consideração os aspectos locais, ultrapassou mais de R$ 2 milhões - um investimento do Tesouro estadual.

A lancha “Aruanã” vai potencializar e expandir as operações fluviais em território paraense. A embarcação tem capacidade para ação rápida ao atingir mais de 90 km/h. A lotação máxima é de 12 pessoas. “Nós temos um foco muito grande de garantir segurança à sociedade, porém dando condições de trabalho ao nosso efetivo. Em razão disso, nós estamos entregando ainda em 2020 a primeira lancha blindada do Sistema de Segurança Pública do Pará. Ela dará maior mobilidade, além de ser uma lancha mais potente para abordagem, possuindo segurança e equipamentos de ponta”, destacou o secretário Ualame Machado.O governador Helder Barbalho ressaltou que os investimentos fortalecem a estratégia de segurança pública em todo o território paraense

Tecnologia - A lancha é equipada com aparelhos de tecnologia avançada, como visão noturna, visão termal, sonar e radar, que permitem uma atuação mais ostensiva, especialmente no enfrentamento a organizações criminosas e grupos que agem fortemente armados, garantindo assim maior segurança à atuação das polícias, resguardando a vida dos agentes e possibilitando resultados mais eficazes às operações fluviais.

Ainda de forma inédita, o Pará conta, a partir de hoje, com dois veículos de progressão de alto risco, que serão utilizados pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e pela Seap. Os veículos são frutos de uma parceria com empresas de transporte de valores, que fizeram a doação ao Estado. Os carros foram adaptados com recursos do Erário estadual.

Para o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, o carro blindado permite o acesso da polícia a qualquer lugarPara o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, o carro blindado possibilitará mais proteção aos profissionais de segurança quando for necessário agir pela paz social, em qualquer lugar. "Para nós, que trabalhamos diariamente na rua, para o Comando de Missões Especiais, o Bope, que são realmente aqueles que fazem as operações de alto risco, é fundamental ter um carro blindado, que dá proteção, mais segurança, e garante que a Polícia Militar chegue a qualquer lugar, independente de barricada ou qualquer atentado, ou armamento das facções criminosas. Ele é preparado para esse tipo de combate. A Polícia Militar agora tem um equipamento construído para esse tipo de ocorrência, e com certeza dará muito mais tranquilidade para todos os profissionais de segurança que atuam nessa área de missões especiais", assegurou o coronel.

O carro blindado que será utilizado para o transporte de presos de alta periculosidadeDe acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos, o carro blindado vai servir para o transporte de presos que tenham relevância em organizações criminosas, além de agir em buscas e recapturas. "A Seap considera essas pessoas como chaves para a resolução de crimes, e temos que preservar a custódia reforçando a segurança. Essa articulação foi feita com a empresa Prosegur. Em uma conversa, a empresa entendeu que se deve participar também da segurança pública. Então, ofereceu a doação de um carro, adaptando-o conforme a orientação para nosso serviço", explicou.O Estado também investiu em equipamentos que vão integrar a comunicação policial em todo o Estado

Comunicação – O Governo entregou ainda 1.637 equipamentos de comunicação, sendo 1.018 microcomputadores, 500 rádios portáteis digitais APCO 25 e 119 rádios móveis digitais APCO 25, além do serviço de atualização e interligação do sistema de radiocomunicação digital APCO 25. Os equipamentos são destinados aos Centros de Atendimento de Despachos (CADs) e outros departamentos da área de segurança pública.

"Com os Investimentos em rádio, nós passaremos a ser um Estado integralmente sintonizado na mesma veiculação, o que facilitará a comunicação em uma operação entre os quartéis, entre as equipes de policiais, para que, com essas informações e a comunicação, independentemente do lugar, possamos sempre estar tendo a possibilidade do diálogo e a frequência igualitária entre todas as regiões para o enfrentamento à violência", enfatizou o governador.Helder Barbalho, demais gestores da Segurança Pública e policiais após o ato de enrega dos veículos

Por Aline Saavedra (SEGUP)