Uepa: candidatos realizam provas teóricas para revalidação do diploma de Medicina

Aprovados irão para a próxima etapa entre os dias 21 e 23 de fevereiro de 2021

21/12/2020 10h48 - Atualizada em 21/12/2020 12h16
Por Daniel Leite Júnior (UEPA)

O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) recebeu no domingo (20)e dezembro, os candidatos da segunda fase do processo de revalidação do diploma do curso de Medicina, expedido por instituição estrangeira. Os aprovados irão para a próxima etapa entre os dias 21 e 23 de fevereiro de 2021, que consistirá em uma prova prática de habilidades clínicas.

Para a candidata mato-grossense, Taiuane de Freitas, formada em Medicina na Bolívia, esta fase com duas provas teóricas, sendo uma de múltipla escolha com 100 questões e outra descritiva contendo cinco questões, é a mais importante do processo de revalidação, em função de exigir mais fisicamente dos concorrentes.

“Essa etapa é a mais complicada, pois são dois momentos de prova, mais de 100 questões envolvidas. Por causa disso, eu acredito que o corte no número de inscritos será grande, mas se eu passar no processo todo da revalidação será uma grande felicidade, pois eu estou disposta a trabalhar no meu país, para mim não importa o local” - candidata mato-grossense, Taiuane de Freitas, formada em Medicina na Bolívia.

Candidata mato-grossense Taiuane de Freitas, formada em Medicina na BolíviaAlguns dos candidatos já trabalharam como médicos no Brasil, como é o caso do cubano Iuri Cevelle, que participou do Programa Mais Médicos do Governo Federal e já reside no Brasil há sete anos. Para ele, a expectativa com a revalidação do diploma de Medicina é um desejo necessário. “Bom, eu acho que vou aprovar, a minha perspectiva é grande, mas agora é ter foco e vamos ver como que está o conteúdo, como está a matéria e como que foram feitas as questões”, afirmou momentos antes do início da prova.

A inclusão do curso de Medicina pela primeira vez no processo de revalidação de diplomas feito pela Uepa é mais uma ação compromissada com a sociedade paraense, haja vista a necessidade de mais profissionais da área da saúde em todo território do Pará e no Brasil, neste momento de pandemia que a humanidade atravessa.

Pró-reitora de Graduação da Uepa, Ana da Conceição OliveiraSegundo a pró-reitora de Graduação da Universidade, Ana da Conceição Oliveira, a expectativa é dar prosseguimento com a revalidação dos diplomas de Medicina expedidos por Instituições de Ensino Superior (IES) estrangeiras na Uepa.

“A nossa expectativa é de fazer a revalidação dos diplomas de Medicina no próximo ano e seguir com isso nos anos seguintes, tanto que a partir dessa experiência a gestão superior da Universidade já está debatendo que essa inclusão seja permanente no calendário e assim concluir a nossa expectativa de fazer a revalidação dos diplomas de Medicina de forma contínua” - Ana da Conceição Oliveira, pró-reitora de Graduação da Uepa.

Nesta etapa de provas teóricas, forma registradas 15 ausências de candidatos. Todas as fases do processo são de caráter eliminatório e classificatório, e serão realizadas seguindo os protocolos de segurança para prevenção contra o vírus da Covid-19.