Secretaria de Turismo faz entrega do Prêmio Olavo de Lyra Maia

Vencedora foi Vitória Cecília Elsie Oliveira Dantas de Feitosa, na modalidade Resumo de Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado

17/12/2020 10h52 - Atualizada em 17/12/2020 12h35
Por Israel Pegado (SETUR)

A vencedora Vitória Cecília e equipe da SeturA Secretaria de Estado de Turismo (Setur) entregou, na tarde de quarta-feira (16), o Prêmio “Olavo de Lyra Maia” edição 2020. A vencedora foi Vitória Cecília Elsie Oliveira Dantas de Feitosa, na modalidade Resumo de Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado.

Com o trabalho "Patrimônio, Memória, Identidade e Turismo Cultural: Um estudo sobre o Memorial da Cabanagem, Belém/PA", Vitória Cecília Feitosa recebeu uma placa condecorativa, um certificado de menção honrosa e a premiação em dinheiro (R$ 3 mil). Além disso, a monografia de TCC (trabalho de conclusão de curso) será publicada no site da Setur. Vitória Cecília diz que é muito importante para ela enquanto pesquisadora poder contribuir cientificamente para o crescimento do setor.

“Eu me sinto muito feliz, muito grata, com a sensação de dever comprido, sensação de estar no caminho certo. Era um desejo antigo participar do prêmio e ganhar, então, foi algo muito gratificante. Como pesquisadora da área do turismo, me sinto muito feliz por ver que a pesquisa é, realmente, relevante para a nossa área, contribui positivamente para difundir, para fomentar a nossa área”, Vitória Cecília, turismóloga vencedora.

O titular da Setur, André Dias, e Vitória Cecília, que recebeu uma placa condecorativa, certificado e premiação em dinheiroO secretário de Turismo do Pará, André Dias, destaca que o objetivo do Prêmio Olavo de Lyra Maia é estimular a produção de conhecimento científico sobre turismo na Amazônia.

“A ideia é que as pessoas possam estudar cada vez mais o tema e que esse conhecimento possa ser aplicado e revertido para o desenvolvimento econômico da Amazônia através do turismo. Qualquer estudante, de qualquer área do conhecimento, pode fazer o seu trabalho científico dentro da área do turismo”, explica André Dias.

Sobre o trabalho, Vitória disse que a ideia de falar do Memorial da Cabanagem enquanto patrimônio cultural surgiu na graduação e foi desenvolvido envolvendo questões de identidade, memória, enquanto monumento e falando de todo potencial turístico que o Memorial da Cabanagem tem.

Para Vitória Cecília, o prêmio é uma iniciativa muito importante, pois é um incentivo para o estudante pesquisador. “A pesquisa ganha uma visibilidade maior, e isso é muito bom porque o pesquisador dá um retorno para a sociedade. Eu vi outras pessoas ganhando o prêmio e aquilo gerou um desejo de fazer um trabalho tão bom a ponto de conseguir ganhar a premiação (Olavo de Lyra Maia)”, conclui Vitória Cecília.

Este ano, a banca examinadora do trabalho foi composta por professores das universidades e institutos do Pará (UFPA, Uepa, Ufopa, IFPA e Unifesspa), professores da USP e técnicos da Secretaria.

Olavo de Lyra Maia fez grandes contribuições ao turismo paraense. Fundou a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e o Teatro Waldemar Henrique, contribuiu para a restauração do Theatro da Paz e do Palacete Bolonha e da construção da primeira metade do Mangueirão. Também foi Lyra Maia quem idealizou e construiu o Centur (Centro Cultural e Turístico do Pará), dentre outros.

Em nota, a família diz que o prêmio é uma grande e merecida homenagem a Olavo de Lyra Maia, que em cinco edições vem “premiando projetos nas áreas de Graduação, Pós-graduação e Iniciativas inovadoras na área de Turismo, marca registrada dos projetos e realizações do Secretário Lyra Maia durante sua gestão”. (Com a colaboração de Aila Beatriz Inete)