Pará registra queda nos índices de roubos específicos nos últimos 11 meses

Esse tipo de crime inclui roubos de veículos e ações cometidas em coletivos e contra transeuntes

09/12/2020 19h12 - Atualizada em 09/12/2020 19h46
Por Walena Lopes (SEGUP)

A redução da criminalidade no Pará pode ser constatada não apenas na queda dos índices referentes aos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), que engloba homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, mas também no que se refere aos crimes de roubos específicos, como os cometidos contra coletivos e transeuntes, e roubo de veículos. Os dados foram consolidados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Em novembro houve redução de 55% nos roubos a coletivos; 44% nos roubos a veículos e 27% nos roubos a transeuntes, quando comparado a novembro do ano passado.

Em 2019 foram registradas 11 ocorrências de roubo a coletivos, enquanto neste ano cinco ocorrências foram computadas. Já no roubo a veículos, foram registradas 295 ocorrências em 2019, enquanto em 2020 o número de registros foi de 166. Quanto aos roubos cometidos contra pedestres, em 2019 foram registrados 5.862 casos. Já em 2020, houve 4.286 ocorrências.

Para o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, esses números refletem as ações ostensivas para o combate à criminalidade com a maior presença das polícias nas ruas. “Estamos com uma forte redução nos índices que se referem aos roubos específicos, como sendo os cometidos contra coletivos, transeuntes e também nos roubos a veículos. Isso se deve a um trabalho potencializado entre as forças de segurança que atuam na desarticulação de ações criminosas, com foco na prevenção e ostensividade, com ênfase no ‘Polícia mais Forte’ e na realização de investigações mais qualificadas”, destacou o secretário.

Acumulado – Os índices de queda também foram registrados nos dados acumulados entre os meses de janeiro a novembro, de 2019 e 2020. Foram registrados no ano passado 363 ocorrências, e 111 em 2020. Já nos roubos a veículos a redução apresentada foi de 41%. No ano de 2019 foram 3.649 ocorrências, enquanto neste ano foram 2.160. Quanto aos roubos cometidos contra transeuntes, no ano de 2019 foram registradas 65.145 ocorrências, e em 2020 foram de 48.741 ocorrências.

“Essas reduções são reflexo de todo um planejamento estratégico voltado para o combate à criminalidade, especialmente nas regiões onde é possível detectar o maior impacto desse tipo de delito. Destaco a redução no roubo a coletivo, que antes era contabilizado de forma maior, e hoje conseguimos abaixar esse índice em quase 70%. Iremos continuar agindo para coibir esses tipos de crimes e garantir o direito à segurança e tranquilidade de todos”, ressaltou Ualame Machado.