Educação de Trânsito por Todo o Pará inicia ações em mais quatro regiões

07/12/2020 14h48 - Atualizada em 07/12/2020 15h28
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O projeto Educação de Trânsito por Todo o Pará, realizado pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran), iniciou a terceira e última fase de 2020. O projeto visa alcançar 64 municípios das 12 Regiões de Integração do Estado, levando mais conscientização e alertando sobre a importância do trânsito seguro para a população do interior. Desde o último dia 30 de novembro, as equipes da Coordenadoria de Educação de Trânsito estão nas regiões do Marajó, Guamá, Rio Capim e Tocantins, percorrendo os municípios de Breves, Irituia, Barcarena, Tome-Açu, Ulianópolis, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Abel Figueiredo, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Curuçá, Abaetetuba, Moju, Igarapé-Miri, Mocajuba e Cametá.

Somente na semana passada, mais de 3 mil pessoas já foram orientadas pelos agentes do órgão. Em Irituia e Barcarena as abordagens educativas ocorreram por meio de distribuição de materiais gráficos e lúdicos que orientavam sobre o comportamento seguro nas vias, além de apontar possíveis irregularidades no veículo ou comportamento dos condutores.

Na quarta-feira (02), as ações no município de Breves contaram com levantamentos dos fatores de risco mais frequentes para dialogar com a população local e alertar sobre os riscos de acidentes, além de entender melhor as complexidades nas dinâmicas de trânsito. O principal foco da ação são as motocicletas, meio de transporte mais utilizado no interior do Pará. As abordagens realizadas em pontos movimentados das cidades buscaram trazer reflexões sobre o trânsito local e responsabilidade de cada um para um trânsito seguro. As infrações mais comuns foram o não uso do capacete, calçado inapropriado e, ainda, menores de idade conduzindo veículos.

As ações de educação do Detran também contam com projetos, cursos e palestras que visam alcançar a maior diversidade possível de pessoas e proporcionar mudanças positivas para a segurança geral no trânsito. O projeto vem sendo realizado desde o início de setembro e já percorreu todas as regiões do Estado.

Isabella Mesquita, coordenadora de Educação do Detran, explica que a receptividade do público tem sido positiva e que o grande objetivo é unir esforços para propagar a cultura do trânsito mais humano e seguro para todos, a fim de reduzir as taxas de acidentes e mortes nas vias. “Apesar da pandemia, tomando os cuidados sanitários necessários, levamos a educação para o trânsito a municípios nunca antes alcançados. Podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que tivemos a melhor receptividade possível nesse período. Nossos técnicos conseguiram fazer os apontamentos necessários de cada região visitada para que possamos adentrar na dificuldade específica dos municípios e implementar a educação para o trânsito”, avalia a coordenadora.

(Colaboração: Esther Pinheiro)