Seac doa segundo lote de máscaras produzidas pelo 'Costurando a Paz'

Expectativa é que a ação reduza o avanço da Covid-19 nos locais beneficiados pelo TerPaz, além da geração de renda para as comunidades

01/12/2020 11h59 - Atualizada em 01/12/2020 14h53
Por Paulo Garcia (SEAC)

Lote contém 80 mil máscaras de feitas por costureiras dos próprios territórios beneficiadosNesta semana, a Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac) começou a distribuição do segundo lote das 80 mil máscaras de proteção contra à Covid-19 produzidas pelo “Costurando a Paz”, projeto que iniciou no último dia 17 de julho, com a capacitação de 45 costureiras, em parceria com a Fábrica Esperança.

O primeiro lote, com 40 mil máscaras, já foi doado em setembro. Agora, serão entregues as outras 40 mil unidades também, com o objetivo de atender os bairros beneficiados pelo programa Territórios Pela Paz (TerPaz).

Cada costureira ganhou uma porcentagem em cima das máscaras produzidas. “Além das máscaras terem um impacto importante na saúde das comunidades locais, elas também oferecem a oportunidade de empreendedorismo para as costureiras das regiões, pois os materiais foram confeccionados pelas próprias trabalhadoras dos bairros, com o apoio do Governo do Estado, levando um auxílio na renda dessas mulheres e as colocando na pratica da profissão”, contou Delma Braga, representante do Núcleo de Articulação da Cidadania da Seac, setor responsável pela ação.

O primeiro lote, com 40 mil máscaras, foi doado em setembro deste anoDISTRIBUIÇÃO

Os materiais de proteção estão sendo distribuídos em pontos estratégicos das regiões do TerPaz, como nas policlínicas itinerantes, nos centros comunitários e nas escolas que estão ocorrendo as ações nos territórios.

Na Terra Firme, por exemplo, a doação de mais de 2 mil máscaras foi realizada na USE 05, Unidade Seduc na Escola, responsável pelas escolas estaduais no bairro. “Realizamos constantemente as ações do TerPaz nessas escolas e nada melhor do que retribuir à comunidade escolar, doando essas máscaras, afinal precisamos ter todos os cuidados possíveis, a pandemia ainda não acabou e o vírus ainda está circulando”, alertou Gabriella Oliveira, coordenadora do TerPaz na Terra Firme.

Outra entidade beneficiada com este segundo lote foi o Movimento República de Emaús, no bairro do Benguí. A instituição, que é uma das parceiras das ações do TerPaz, receberá ao todo 3.900 máscaras.