Seducast Pará auxilia no aprendizado remoto dos estudantes paraenses

Plataforma da Seduc disponibiliza áudios e é mais uma das alternativas da Secretaria que visa a assegurar a competitividade dos alunos no Enem, em 2021

30/11/2020 15h06 - Atualizada em 30/11/2020 15h52
Por Lilian Guedes (SEDUC)

Em decorrência da suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia da Covid-19, a Secretaria de Estado de Educação promove diversas iniciativas com o intuito de garantir o aprendizado necessário aos estudantes das modalidades regulares de ensino e dos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no início de 2021. A Seduc criou a plataforma de áudios com atividades pedagógicas, o Seducast Pará, uma ferramenta de aprendizagem disponibilizada aos alunos, que a cada mês, cresce em número de acessos.

Os áudios do Seducast e outras atividades integram o movimento “Todos em Casa Pela Educação”, como as vídeoaulas da TV Cultura Criado em maio deste ano, o podcast da Seduc é uma das ações do movimento “Todos em Casa Pela Educação”, da Coordenação de Tecnologia Aplicada à Educação (CTAE) com conteúdos produzidos por multiplicadores dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE), nos municípios de Belém e Bragança. Atualmente, dois programas são vinculados semanalmente pela plataforma.

O programa “Dicas Enem”, proporciona aos alunos, principalmente os que estão concluindo o ensino médio, dicas de todas as disciplinas com os respectivos conteúdos mais cobrados no exame. E o “Tira-dúvidas Enem”, possibilita que os estudantes da rede pública estadual de diversos municípios do estado, tenham a possibilidade de terem suas dúvidas respondidas e comentadas por uma equipe de professores especialistas da Seduc.

Aluna da 3ª série do ensino médio na Escola Estadual Ulysses Guimarães, em Belém, Isis Manuela dos Santos disse que esse modelo de aprendizagem é interessante, pois de qualquer lugar, os alunos podem ter acesso aos conteúdos, pelo fato dos materiais disponibilizados serem concisos, o que facilita os estudos, enfatiza a estudante.

“Eu gostei muito da plataforma, pela facilidade de ter acesso aos conteúdos, o que é muito bom. De qualquer lugar podemos ouvir os professores e aprender cada vez mais em poucos minutos, o que estimula nosso aprendizado e as dicas não tornam as aulas cansativas”, afirma a estudante Isis Santos.

SEDUCAST EM NÚMEROS

Segundo o levantamento realizado pela CTAE, até esta segunda-feira (30), mais de 7.600 pessoas já haviam ouvido os conteúdos disponibilizados por meio da plataforma. Desse total, 46% foi de homens, 35% de mulheres e 18% não quiseram identificar o gênero. Entre as pessoas que consomem os conteúdos, as idades estão entre 35 e 44 anos (28%); 12 e 22 anos (19%) e 45 e 59 anos (15%).

Ainda conforme o levantamento, 36% dos ouvintes afirmam que acessam os conteúdos por meio do Spotify; 16% pelo site do projeto; 9% através do Google Podcast; 3% via Apple Podcast e 36% por outros meios.

Vale ressaltar que, 92% dos ouvintes é do Brasil, entretanto, também há acessos de outros países, como dos Estados Unidos (4%), França (1%) e outros 17 países, cada um também com 1% de acesso.

CAPACITAÇÃO E NOVIDADES

Neste momento, a CTAE disponibiliza o curso “Podcast Educacional” a 30 professores da rede pública estadual, com o intuito de que muito em breve a secretaria possa lançar mais um programa, denominado “Seducast na Escola”. A iniciativa vai possibilitar a produção de podcasts direto das escolas, abordando  temáticas de todas as regiões do Pará. 

Outra novidade é uma série de áudios que deverá ser lançada em 2021, chamada de “Seducast Internacional”, uma ação que vai contar com a participação de professores de outros países que, na ocasião, vão falar das suas experiências no processo educacional em tempos de pandemia e o desafio da volta às aulas em seus países.

Vale ressaltar que isto só foi possível graças à audiência que a plataforma vem recebendo de internautas de diversas partes do mundo. 

De acordo com o coordenador do CTAE, Jo Élder Vasconcelos, com o advento da internet, principalmente neste período de pandemia do novo coronavírus, mais do que nunca a educação precisou se reinventar, para que os alunos não fossem penalizados, em decorrência da suspensão das aulas presenciais, dessa forma, mantendo o aprendizado por meio de recursos tecnológicos.

“Essa nova forma de ensinar e aprender, se encaixa perfeitamente no novo contexto em que estamos vivendo. O podcast pode ser ouvido enquanto o aluno faz, por exemplo, uma atividade física, os afazeres de casa, durante uma viagem e em outras diversas situações, sem a necessidade de ter que ficar concentrado no vídeo. Esta é a principal vantagem do podcast, além de ser um tema leve ou seja, a duração é pouca, então não exige muito tempo para que se feche um assunto por completo. Portanto, esse é um novo jeito de ensinar, esse é um novo jeito de aprender e a Seduc está atenta a esse novo momento e sempre criando novas possibilidades”, disse o coordenador da CTAE, Jo Élder Vasconcelos.

“TODOS EM CASA PELA EDUCAÇÃO”

Assim como os áudios do Seducast Pará, outras atividades fazem parte do movimento “Todos em Casa Pela Educação”, como as vídeoaulas transmitidas pela TV Cultura, a plataforma educacional Enem Pará, o Para Casa, além dos cadernos de atividades estruturantes (impressos e virtuais). Essas ações reforçam o compromisso do Governo do Pará por meio da Seduc, em assegurar o aprendizado necessários dos alunos da rede estadual de ensino, além da competitividade dos estudantes que vão fazer o Enem, e que desde março estão sem atividades escolares de forma presencial por conta da pandemia da Covid-19.

*Por Vinícius Leal (SEDUC)