Sespa realiza atividades alusivas ao Dia Nacional da Consciência Negra

Serão promovidas palestras sobre saúde e racismo, evento virtual sobre o enfrentamento ao racismo e ações de saúde

20/11/2020 09h58 - Atualizada em 20/11/2020 12h55
Por Roberta Vilanova (SESPA)

Em alusão ao Dia Nacional de Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira (20), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realizará duas atividades em parceria com o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará (Cedenpa).

A data foi instituída oficialmente pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, e foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi do Quilombo dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negros do Brasil, que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista. Suscita questões sobre racismo, discriminação, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e a cultura afrobrasileira.

Segundo a coordenadora estadual de Saúde Indígena e Populações Tradicionais, Tatiany Peralta, a proposta é combater o racismo e promover estratégias e formas de produção de saúde no âmbito individual e coletivo. “Realizaremos palestras sobre saúde e racismo, evento virtual sobre o enfrentamento ao racismo e ações de saúde”, informou.

Programação – Neste sábado (21), ocorre a Ação de Saúde na sede do Cedenpa, voltada à população da Cremação. Além de consulta médica, serão ofertados testes rápidos de Hepatite A, B e C, Sífilis e HIV, e Vacina contra Influenza. O evento também contará com o Balcão de Direitos da Defensoria Pública do Estado, com regularização e segunda via de CPF, segunda via de certidão de nascimento e de óbito e orientação jurídica.

Já no dia 26 de novembro, das 16h às 18h, haverá o Webinário “Saúde da População Negra e Enfrentamento ao Racismo”, que será transmitido via Google Meet. O evento será aberto ao público em geral que deverá acessar por meio de link específico.

A primeira mesa do webinário abordará o tema “Saúde Mental da População Negra”, com a psicóloga Flávia Câmara, que é mestre em Psicologia, doutoranda em Psicologia da UFPA e militante do Cedenpa; e da Rede de Mulheres Negras de Belém.

A segunda mesa trará como tema “Racismo Institucional”, com a advogada Darlah Mariana, militante do Coletivo Sapato Preto, Cedenpa e Coalização Negra por Direitos.

Por fim, a terceira mesa debaterá o tema “Saúde da População Quilombola no Estado do Pará”, com a participação da Coordenação Estadual das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Pará (Malungu), representada pelo administrador e consultor de projetos da Malungu Magno Nascimento, que é mestre em Sustentabilidade junto a Povos e Territórios Tradicionais.

Ações – Por meio da Coordenação Estadual de Saúde Indígena e Populações Tradicionais e Centros Regionais de Saúde, durante o ano de 2020, em função da pandemia de Covid-19, a Sespa criou o Grupo de Trabalho (GT-Quilombolas) com a participação da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, (Sejudh), Universidade Federal do Pará (UFPA), Malungu e líderes quilombolas, para intensificar as ações voltadas a essas comunidades.

Além de monitorar os possíveis casos de Covid-19 por meio dos Centros Regionais de Saúde em parceria com os municípios; ao longo do ano, a Sespa fez repasses à Malungu de duas remessas de equipamentos de proteção individual (EPIs), totalizando 39 mil máscaras e 1.100 litros de álcool 70%, para distribuição entre as comunidades. Nos dias 28 e 29 de julho, ocorreram atendimentos nas comunidades quilombolas da região do Baixo Moju. A ação contou, ainda, com o apoio da Coordenação de Saúde Bucal da Sespa, que disponibilizou 800 kits de higiene bucal.

As ações ocorreram, respectivamente, nas comunidades África e Moju Miri, totalizando 245 atendimentos, 245 verificações de pressão arterial, oximetria e verificação de temperatura, 22 exames de RT-PCR e 135 testes rápidos. Também foram distribuídas 20 mil máscaras e 1.000 caixas de álcool 70%, atendendo as comunidades do entorno, ou seja, África, Laranjituba, Caeté, Samaúma, Cacoal, Espírito Santo, Fazenda São Jorge e 5 Réis, atingindo cerca de 1.000 famílias.

Entre os dias 2 e 5 de agosto, ação semelhante foi realizada nas comunidades quilombolas do município de Salvaterra. E nos dias 24 e 25 de setembro, as ações em saúde de Covid-19 do governo do Estado atenderam as comunidades quilombolas da região do Baixo Tocantins. Os territórios abrangem os municípios de Oeiras do Pará e Baião.

Também foram doadas para a Federação das Organizações Quilombolas de Santarém- FOQS e Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombo do município de Oriximiná 8.825 mil máscaras e 306 pacotes de álcool 70%.

Nos dias 4 e 5 de novembro, a Saúde por Todo Pará do governo do Estado, em mais uma ação de combate à Covid 19, realizou no município de Colares e zona rural (comunidade de Jenipaúba da Laura) diversos procedimentos de atenção à saúde, além da distribuição de máscaras e álcool 70%.

A Sespa também capacita profissionais para assistência aos pacientes confirmados ou com suspeita da doença e esclarece as comunidades sobre o acesso regulado a leitos clínicos e de UTI em todos os hospitais de referência para a Covid-19.

Serviço: para participar do Webinário “Saúde da População Negra e Enfrentamento ao Racismo”, basta o interessado acessar o link ou abrir o Meet e digitar o código hbp-hcec-pqf.