Corpo de Bombeiros do Pará participa da "Senasp Itinerante" em Rio Branco, no Acre

Objetivo do Ministério da Justiça é levantar as demandas das diferentes reuniões para apresentar soluções integradas aos problemas dos estados

30/10/2020 22h07
Por Leandro Barreto (CBM)

Teve início na terça-feira (27), na cidade de Rio Branco (AC), a participação do Corpo de Bombeiros Militar do Pará e da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, na terceira edição da “SENASP Itinerante”, iniciativa da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SENASP/MJSP), que visa a ampliar a interlocução da pasta com as secretarias estaduais de Segurança Pública e ouvir as principais demandas dos Estados para apresentar possíveis soluções voltadas à melhoria da área, tendo em vista as realidades locais.

Diante dos secretários de Estado da Segurança Pública, comandantes-gerais das polícias militares, comandantes-gerais dos corpos de bombeiros militares, chefes de Polícia Civil e dirigentes de Polícia Científica dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, a abertura do evento ocorreu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Acre.

Durante a abertura, o governador do Acre, Gladson Cameli, destacou a honra de ser o anfitrião do encontro.

“Aproveito para agradecer por Rio Branco ter sido a capital do Norte escolhida para sediar este encontro de suma importância para toda a nossa região. Isso nos enche de orgulho”, disse.

O secretário nacional de Segurança Pública, coronel Carlos Renato Machado Paim, ressaltou. “Falar de segurança pública e defesa social em um país como o Brasil, considerando que todos os estados são semelhantes, é impossível. É por isso que estamos trabalhando por regiões, porque entendemos que essas regiões possuem características que se aproximam. Trouxemos nossos diretores, coordenadores e demais técnicos da área para conversar com os senhores e apresentar as ferramentas que dispomos. São ferramentas gratuitas, que podem contribuir efetivamente com as forças estaduais”, afirmou.

PARÁ

Durante a etapa Norte, que se encerrou na última quinta-feira (29), o CBMPA foi representado por uma comitiva liderada pelo comandante-geral da Corporação, coronel BM Hayman Souza, e composta pelos coronéis Jaime Oliveira, diretor de Serviços Técnicos; Jayme Benjó, diretor de Finanças, entre outros oficiais.

Segundo o coronel Hayman, “é importante conhecermos os projetos em andamento e tomarmos conhecimento dos projetos futuros da Secretaria Nacional de Segurança Pública e, principalmente, criarmos contatos com as equipes técnicas de cada um desses projetos, facilitando a integração e a interação entre os órgãos estaduais e a estrutura nacional”, frisou.

O evento contou com câmaras temáticas, nas quais, no primeiro dia, foi apresentada uma das ferramentas digitais destacadas pelos representantes do Ministério da Justiça, o Sinesp Agente de Campo, aplicativo projetado pela diretoria de Gestão e Integração de Informações da SENASP/MJSP para agilizar o trabalho dos profissionais que fazem parte do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP).

Nele, os agentes poderão obter informações em tempo real, com mais agilidade e eficácia no atendimento à população. Na quinta-feira (29), foi realizada a reunião do secretário nacional de Segurança Pública com os comandantes-gerais dos corpos de bombeiros militares da região Norte, oportunidade em que foram apresentadas ao secretário nacional as principais demandas da região, tratando-se da atuação do bombeiro militar.

INTERAÇÃO

Na abertura da reunião, o secretário falou da importância dessa interação com as regiões do país:

“Esta reunião teve alguns objetivos: primeiramente, da coleta de informações de interesse dos bombeiros em relação ao planejamento da SENASP, para que o nosso time esteja alinhado com as demandas da região; quanto a investimentos, a SENASP trabalha com planejamento a médio e longo prazos, no entanto o ambiente dos bombeiros trabalha com planejamentos de curto prazo, como é o caso do enfrentamento aos incêndios, como ocorreu recentemente no Pará; posteriormente virão as enchentes, então são assuntos que estão ocorrendo, são planejamentos de curto prazo. Outro ponto é a questão das comunicações, vejo que vários Estados estão preocupados com isso, hoje os bombeiros estão ganhando mais espaço na SENASP, inclusive temos um bombeiro do Pará à frente de uma dessas diretorias; é difícil aumentar essa representatividade? É, mas nós estamos buscando isso, tanto é que temos em duas diretorias estruturantes a presença do bombeiro participando do processo”.

Ele destacou que o projeto itinerante percorre o Brasil coletando dados para que a SENASP possa catalogar as informações e assim produzir instrumentos que sirvam de subsídio para ações de gestão a curto, médio e longo alcances.

“De posse dos dados apresentados nesta reunião, iremos apresentar essas ações ao ministro da Justiça e Segurança Pública para que ele possa tomar as suas decisões no desenvolvimento de ações do Ministério”, ressaltou.

OPORTUNIDADE

Para o coronel Hayman, a reunião foi “uma oportunidade de apresentar ao secretário o que o Consórcio dos Corpos de Bombeiros da Amazônia Legal, que inclui a região Norte, as suas necessidades, como os corpos de Bombeiros a nível de Região Norte se encontram em relação a efetivo, poder operacional no atendimento diário à população”.

A ação Senasp Itinerante começou no dia 6 de outubro, na região Centro-Oeste, em Goiânia, já passou pela região Nordeste, cuja sede foi a cidade de Natal-RN; agora região Norte, em Rio Branco-AC, e irá percorrer, até dezembro, outras duas capitais: Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG) , cobrindo, com isso, as cinco regiões do País.