Emater internaliza mais de R$ 4 milhões em crédito rural para município de Placas

28/10/2020 14h33 - Atualizada em 28/10/2020 14h56
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Mais de R$ 4 milhões em crédito rural foram elaborados, até outubro deste ano, pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) do município de Placas, na região oeste, para agricultores que trabalham diretamente com a pecuária de corte e leite e também com a cultura do cacau. Do montante, R$ 2.241.064,38 já foram efetivados, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), nas linhas Custeio Agrícola, Floresta e Mais Alimentos, com financiamento pelo Banco da Amazônia. O restante ainda aguarda liberação pela instituição bancária, com previsão para o próximo mês.

Os projetos elaborados nas atividades linhas do “Custeio agrícola” somam o valor de R$ 75.917,00, cuja atividade beneficiada é a cultura do cacau, para a produção com técnica aplicada no manejo da cultura, controle de pragas e doença e adubação. Já o “Pronaf Floresta” soma o valor total de R$ 930.324,16 e são destinados a investimentos no plantio de cacau, açaí, banana e cumaru, em sistema Sistemas Agroflorestais (SAFs).  

Os sistemas agroflorestais (SAFs) são consórcios de culturas agrícolas com espécies arbóreas de estrato de folhagens alto, médio e baixo que plantadas juntas e na época certa controlando a competição e ajudando no desenvolvimento de cada cultura. Os SAFs podem ser aplicados em áreas para restaurar florestas, recuperar áreas degradadas ou desenvolvimento de uma nova cultura.

O montante maior é no Pronaf Mais Alimentos, com valores que chegam a R$ 2.996.941,94, para investimentos na pecuária de corte e leite; infraestrutura da propriedade: cerca, cobertura de curral, além da aquisição de equipamentos (roçadeira e pulverizadores); e recuperação de lavoura cacaueira e de pastagens.

“Apesar da pandemia, a Emater conseguiu, a partir de esforços conjuntos, viabilizar os projetos de crédito e reforçar o apoio ao público alvo direto, que é o agricultor familiar. Isso demonstra uma gestão participativa, comprometida e eficiente, que atua em diferentes frentes para beneficiar sua gama de público”, explica Edimilson Matos, técnico em agropecuária e chefe local da Emater no município de Placas. 

Os investimentos estimulam a economia local e geram maior renda e qualidade de vida para quem é beneficiado comenta Maria Dergan, supervisora regional do Tapajós. “O ganho é geral: ganha o agricultor, ganha o município, e também a região, já que o dinheiro circula e proporciona maior poder de compra”, enfatiza.  

O município de Placas pertence ao regional Tapajós, cujas principais atividades desenvolvidas são, além da pecuária de corte e leite, a criação de pequenos animais (avicultura, caprinocultura e suinocultura); além de holericultura, piscicultura, meliponicultura, mandiocultura e fruticultura.  Já as principais culturas são: graviola, açaí, maracujá, laranja; mandioca e culturas do ciclo curto – milho, arroz, melancia, feijão e abelhas apis.