Governo do Pará libera a quinta recarga do vale-alimentação escolar

O auxílio beneficia 575 mil alunos da rede pública estadual de ensino, em todas as regiões do Estado

26/10/2020 21h45 - Atualizada em 26/10/2020 22h11
Por Lilian Guedes (SEDUC)

Desde a última sexta-feira (23), o vale-alimentação escolar começou a ser usado pelos estudantes da rede pública estadual de ensino de Belém e dos demais municípios da Região Metropolitana. A quinta recarga, no valor de R$ 80,00, está sendo liberada de forma gradativa, a partir desta segunda-feira (26) também está disponível para 18 municípios da Região de Integração Guamá.

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), investiu R$ 230 milhões do Tesouro Estadual para garantir a alimentação dos alunos no período de pandemia de Covid-19, devido à suspensão das aulas presenciais nas escolas da rede pública estadual. A iniciativa reforça o compromisso do Estado, no enfrentamento à crise mundial de saúde, ajudando as famílias a garantir o alimento para 575 mil estudantes, em todas as regiões do Pará.Estabelecimentos comerciais já vivenciam um movimento maior nas compras com o vale-alimentação escolar

A manicure Luana Mesquita tem dois filhos e já garantiu os gêneros alimentícios para a família. Ela conta que, devido à pandemia, não pôde mais trabalhar, já que sua profissão requer o contato direto com o público. “Muita gente ficou sem poder trabalhar ou perdeu seu emprego por causa da pandemia. E esse benefício do Governo do Estado é muito importante para a alimentação dos meus filhos. Graças a Deus, veio em boa hora”, disse a manicure.

Impacto na economia - Com a liberação de mais uma recarga do vale-alimentação, várias redes de supermercado e outros estabelecimentos comerciais tiveram o movimento intensificado desde o último final de semana. De acordo com o empresário Jorge Portugal, presidente da Associação Paraense de Supermercados (Aspas), os estabelecimentos credenciados estão preparados para receber os beneficiários, com todos os protocolos e medidas de prevenção à Covid-19. Ele ressalta a importância da medida do governo também na economia. “As lojas credenciadas a receber se preparam para atender a demanda dos alunos, inclusive procurando seguir todos os protocolos sanitários. Vale ressaltar que esse benefício é proveitoso não somente para os alunos, como também para o comércio local, porque isso gera negócios para as empresas e, por consequência, gera empregos”, enfatizou. 

Mães de estudantes da rede pública já usam o valor para garantir a alimentação da famíliaQuem também já utilizou o vale-alimentação foi a vendedora Sherleyana Mendes, mãe de três adolescentes – com 15, 17 e 20 anos -, estudantes da rede pública estadual. “Logo quando saiu vim correndo fazer compras. Optei pelos alimentos básicos da nossa rotina, como carne, arroz e feijão”, conta a vendedora, para quem o benefício tem ajudado, desde o início, as nove pessoas da família. “Tenho recebido o vale desde a primeira recarga. Meus três filhos recebem. Ele tem me ajudado bastante na compra da cesta básica da minha família”, garante.

Cronograma de distribuição do vale-alimentação escolar:

Dia 26/10: Municípios da Região de Integração Guamá: Castanhal, Colares, Curuçá, Igarapé-Açu, Inhangapi, Magalhães Barata, Maracanã, Marapanim, Santa Izabel do Pará, Santa Maria do Pará, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São João da Ponta, São Miguel do Guamá, Terra Alta e Vigia de Nazaré.

Dia 27/10: Municípios da Região de Integração Baixo Amazonas: Alenquer, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Mojuí dos Campos, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa.

Dia 28/10: Municípios da Região de Integração Tocantins: Abaetetuba, Acará, Baião, Barcarena, Cametá, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Moju, Oeiras do Pará e Tailândia.

Dia 29/10: Municípios da Região de Integração Rio Caeté: Augusto Corrêa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema, Nova Timboteua, Peixe-Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, Santarém Novo, São João de Pirabas, Tracuateua e Viseu.

Dia 30/10: Municípios da Região de Integração Carajás: Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás, Marabá, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia.

Dia 03/11: Municípios da Região de Integração Xingu: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu.

Dia 04/11: Municípios da Região de Integração Tapajós: Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão.

Dia 05/11: Municípios da Região de Integração Rio Capim: Abel Figueiredo, Aurora do Pará, Bujaru, Capitão Poço, Concórdia do Pará, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, Ourém, Paragominas, Rondon do Pará, Tomé-Açu e Ulianópolis.

Dia 06/11: Municípios da Região de Integração Marajó: Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, São Sebastião da Boa Vista e Soure.

Dia 09/11: Municípios da Região de Integração Lago de Tucuruí: Breu Branco, Goianésia do Pará, Itupiranga, Jacundá, Nova Ipixuna, Novo Repartimento e Tucuruí.

Dia 10/11: Municípios da Região de Integração Araguaia: Água Azul do Norte, Bannach, Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, Ourilândia do Norte, Pau D'Arco, Redenção, Rio Maria, Santa Maria das Barreiras, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu, Sapucaia, Tucumã e Xinguara.