Ceasa apresenta Plano de Melhorias a permissionários

Estudo preliminar atende anseios antigos e necessários para a reconstrução do complexo, com garantia de bem-estar social para consumidores e comerciários

30/09/2020 15h29 - Atualizada em 30/09/2020 16h56
Por Bernadete Barroso (CEASA)

Reunião nesta quarta-feira (30), na sede da Ceasa, em Belém, discutiu propostas de melhorias para reestruturação do complexo A construção de um diálogo conjunto para as melhorias prioritárias no complexo das Centrais de Abastecimento do Para (Ceasa-PA), norteou a primeira reunião, nesta quarta-feira, 30, entre a Diretoria Executiva das Centrais e os permissionários. O presidente da Ceasa-PA, José Scaff Filho, ressaltou, de início, que para a reestruturação do complexo pede a necessária integração de todos. 

Os permissionários e o representante da associação da classe relataram a José Scaff as dificuldades enfrentadas e deram ideias para ajudar a administração a compor o Plano de Melhorias já produzido pela Direção Executiva da Ceasa, apresentado na reunião.

Entre, as prioridades, estão a limpeza e higienização do mercado além da segurança e estruturação de um escoamento dos produtos de maneira eficaz, considerando o grande fluxo de veículos que trefegam atualmente na Ceasa. 

A diretora administrativa e financeira, Neuza Del Tetto, informou que algumas das reivindicações já estão em execução, além de elucidar outros pontos abordados de ordem técnica. O assessor da presidência Eduardo Gonçalves fez a apresentação do Plano de Melhorias e enfatizou que o estudo preliminar abraça os anseios necessários para a reconstrução do complexo e, desta forma, quer garantir o bem-estar social tanto dos permissionários quanto dos consumidores e comerciários do entreposto da capital.  

O presidente José Scaff interagiu com os permissionários trocando ideias e explicando a logística já em execução. Ele observou o diferencial da atual gestão que busca a mudança de hábito para uma Ceasa mais atuante, com responsabilidade e parceria. 

“Conhecemos as falhas e o que precisa ser mudado, sabemos que existem problemas que contam também com a participação dos permissionários para que se resolvam, não adianta apenas a administração fazer se todos não fizerem sua parte”, disse o presidente ao pedir que se mude o comportamento de somente cobrar sem que se cumpra os deveres também. 

“Esta é só a primeira reunião, vamos construir juntos as ideias para as mudanças e que possamos vivenciar num futuro próximo o novo rosto de uma Ceasa, efetivamente, para todos”, observou José Scaff.