Agentes de fiscalização do Detran são capacitados em projeto aprovado pela ONU

O projeto quer redefinir a cultura de fiscalização no Estado, a fim de reduzir os índices de acidentes e mortes nas vias

29/09/2020 18h28 - Atualizada em 29/09/2020 21h38
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) iniciou na manhã desta terça-feira (29) o Workshop Training of Trainers (Treinamento para formadores). Voltado para agentes de trânsito do órgão e representantes da Associação Paraense de Motociclistas (Aspamotos), o evento é mais uma ação do Projeto Strengthening Road Traffic Enforcement In Brazil, aprovado em 2019 pela Organização das Nações Unidas (ONU).Agentes de trânsito do Detran e representantes da Associação Paraense de Motociclistas participam do treinamento

Traduzido como "Fortalecimento da fiscalização do tráfego rodoviário no Brasil", o projeto objetiva redefinir a cultura de fiscalização praticada no Estado, com o objetivo de reduzir os índices de acidentes e mortes nas vias, moldando novas posturas de fiscalização e inserindo padrões sofisticados de abordagem de trânsito.

O projeto enfatiza a qualificação e capacitação de agentes selecionados pelo Detran, uma vez observada a potencialidade de criar multiplicadores para expandir as ações por todo o território paraense, sobretudo nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). Desse modo, a capacitação ofertada no Workshop inclui novos métodos de abordagem, aplicados de maneira precisa e com resultados significativos, observados em países como Irlanda, Estados Unidos e Austrália.

Potencialidades - O coordenador do projeto e assessor do Detran, Luiz Otávio Miranda, avalia a execução da primeira etapa do trabalho com o olhar atento às habilidades que devem ser desenvolvidas nos agentes. "Vamos identificar potencialidades nos agentes para treinamento. Seja aperfeiçoando suas virtudes já observadas, desenvolvendo novos aspectos e criando uma nova perspectiva para modelar os próximos treinamentos", ressalta.

Contudo, para implantar novas posturas de abordagem e orientação nas vias urbanas e rodovias, antes de promover a inserção no cotidiano do ofício, é preciso perceber as especificidades, peculiaridades e a realidade local. Portanto, com essas vertentes trabalhadas de maneira adequada e dentro do contexto regional, os gestores acreditam que é possível alcançar a modificação pretendida pelo projeto.

O workshop é uma metodologia importante para troca de ideias e realização de atividades cognitivas destinadas à compreensão e assimilação dos conceitos expostos, dentre eles: desenvolver entendimento das melhores práticas de segurança viária em evidências, encontrar estratégias para desenvolver habilidades como instrutor e desenvolver habilidades para desenhar e ministrar sessões de capacitação para agentes de trânsito em outros municípios.

Correção - O workshop proporciona, ainda, o acompanhamento analítico de operações e procedimentos executados em fiscalizações. De acordo com Luiz Otávio Miranda, abordar essa análise é importante para guiar o projeto no rumo mais assertivo e eficiente. "A chave nessa questão de acompanhar a fiscalização é a finalidade de corrigir eventuais equívocos, para no momento das sessões de treinamento, que é a segunda etapa, com início em novembro, podermos discutir essas práticas e aprimorá-las", acrescenta.

O evento continua nesta quarta-feira (30), na sede do Detran,  inicialmente com a participação de 20 agentes, e posteriormente, será ampliado para atender todos os postos do Detran na Região Metropolitana e no interior, alcançando o maior número possível de agentes. (Colaboração: Celso Júnior).