Ação Cidadania oferta serviços para centenas de moradores de Soure

Programação gratuita ocorre na sexta (25) e sábado (26), na Escola Estadual Prof. Edda de Sousa Gonçalves

26/09/2020 11h06 - Atualizada em 26/09/2020 13h37
Por Nathalia Mota (PARAPAZ)

Ianca conseguiu adicionar seu nome social no seu novo documento de identidade"É a realização de um sonho pra mim e pra minha mãe. Ela vai ficar muito feliz”, comemorou Iam Santos, 23, ao ser informado que poderia adicionar seu nome social, Ianca, no novo documento de identidade, que, também, seria emitido pela primeira vez. “Agora vou poder ser oficialmente reconhecida como me sinto, a Ianca. Agradeço ao governo por me dar essa oportunidade. Me sinto realizada”, agradeceu a jovem.

A emissão foi possível na Ação Cidadania realizada na sexta-feira (25) e sábado (26) na Escola Estadual Prof. Edda de Sousa Gonçalves, localizada em Soure, Arquipélago do Marajó, onde o programa oferece serviços gratuitos à comunidade. 

Neste novo modelo, o nome social aparece na frente da carteira de identidade, e no verso fica impresso o nome que consta no registro civil, junto ao número do documento. Segundo uma das responsáveis pelo Núcleo de Direito na Divisão Civil da Polícia Civil, "é possível adicionar o nome social do cidadão, valorizando sua vontade de ser reconhecido como ele mesmo quer ser identificado, seja qual for o nome ou gênero. O intuito maior deste novo modelo é reduzir a burocracia, possibilitando que várias informações estejam contidas em um só documento", explicou Lorena Souza.

Manoel Coelho, 59, aproveitou para renovar sua carteira de identidadeO documento de identidade é um dos serviços mais procurados entre todos os outros disponíveis nas ações. O morador Manoel Coelho, 59, viu a oportunidade em renovar sua carteira de identidade no local bem próximo de casa, não perdeu tempo e se deslocou até lá para fazer a solicitação. “É muito difícil a locomoção até a capital e, quando soube desta ação aqui, separei meus documentos, tirei minha foto e agora tô saindo aliviado porque consegui!”, disse o pescador.

Nilson Lima, coordenador da Ação Cidadania, ressaltou o compromisso com a população paraense. “Percebemos a dificuldade que o cidadão tem de acesso à esses serviços e, para isso, estamos aqui, garantindo o direito à cidadania".

Diversos serviços de saúde também foram ofertadosServiços – Durante a programação, a população garantiu encaminhamento para a 1ª e 2ª via da certidão de nascimento, 2ª via de certidão de óbito e orientação jurídica, como também serviços na área da saúde, com oferta de vacinas, teste rápido de HIV, sífilis e hepatites virais, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e consultas médicas com especialistas – clínico geral, pediatra e ginecologista. Corte de cabelo e design de sobrancelha também estavam disponíveis aos usuários. 

A iniciativa do governo do Estado, por meio da Fundação ParáPaz, conta com a parceria da Polícia Civil; secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa) e de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e Defensoria Pública, com a finalidade em levar serviços itinerantes para a população. A ação já alcançou 29 municípios paraenses, totalizando 46 programações e mais de 75 mil atendimentos.