Ceasa e Seap promovem limpeza das Centrais de Abastecimento do Pará

Grupo de trabalho é composto por 20 custodiados do Estado, que receberão em troca a remição da pena

23/09/2020 14h59 - Atualizada em 23/09/2020 17h20
Por Bernadete Barroso (CEASA)

Com uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), e apetrechos de capinação, custodiados trabalham em área externa da Ceasa

A diretoria executiva das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), deu início, às ações de limpeza do complexo do mercado, em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). A iniciativa prioriza as áreas do Mercado, galpões, e prevê a retirada do mato e resíduos sólidos acumulados, além da desinfecção externa e do espaço da administração.

O trabalho é executado por 20 custodiados do Estado, coordenados pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), com a utilização obrigatória de Equipamentos de Proteção Indiviudal (EPIs).

Os serviços de roçagem, capinagem, remoção e descarte de resíduos sólidos feitos na Ceasa, em Belém, nesta quinta-feira (23), iniciam o novo cronograma de atividades de limpeza com custodiados do Estado, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), por meio da Diretoria de Reinserção Social. 

De acordo com a Seap, as atividades integram as ações de ressocialização desenvolvidas pela secretaria, que vê o trabalho prisional como instrumento de reinserção social para as pessoas privadas de liberdades, ofertando benefícios a sociedade paraense e remição de pena para os custodiados. Outras sedes de órgãos públicos também receberão o serviço.  

“O trabalho traz dignidade e mostra que as pessoas privadas de liberdade têm condições de contribuir socialmente, sobretudo, nesta ação, em que os custodiados realizam a limpeza do espaço que abastece os comércios locais e as residências da população com alimentos”, disse o diretor de Reinserção Social da Seap, Belchior Machado.

O presidente das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), José Scaff Filho, frisa que o serviço de limpeza é fundamental e faz parte do projeto de reestruturação das Centrais.

"Hoje buscamos cuidar da Ceasa para receber a população, o que é fundamental para o nosso objeto fim que é o alimento. Garantir um ambiente mais limpo e dentro dos critérios da segurança alimentar, é zelar pelas pessoas e pelo trabalho dos permissionários. Essa é uma grande ação e este é só o início da limpeza que faremos junto com a Seap, reforçando a união dos espaços de Governo e mostrando na prática a transversalidade que o governador Helder tanto reforça", enfatizou José Scaff.

A parceria entre a Ceasa e a Seap resultará ainda em duas feiras, nas quais serão comercializados produtos produzidos nas unidades prisionais. Os estandes para as vendas serão disponibilizados pela Ceasa na Feira do Círio, em 9 de outubro, e na Feira do Dia Internacional da Alimentação, em 16 de outubro. Toda a arrecadação será depositada no Fundo do Trabalho da secretaria.

*Com informações da Ascom/Seap.