Antecipação da metade do 13º salário ajudará servidores a manter compromissos em dia

Com a injeção de R$ 340 milhões na economia, o Estado contribui para o aquecimento da economia, principalmente no setor do comércio

21/09/2020 19h40 - Atualizada em 22/09/2020 11h59
Por Carol Menezes (SECOM)

O servidor público Rosivaldo Silva vai adiantar a quitação de dívidas que só poderia pagar no final do ano, por conta da antecipação da metade do 13º salário para o funcionalismo estadual. O equilíbrio fiscal conquistado pelo Governo do Pará permite, pela segunda vez, que 50% dos valores sejam pagos no início do mês de outubro - antes de 2019, os servidores só recebiam o benefício próximo ao Natal. "A maioria está em dificuldade financeira por causa da pandemia. É louvável essa atitude", garante Rosivaldo, um dos 100 mil servidores públicos estaduais beneficiados pela medida.O governo injetará na economia do Pará R$ 340 milhões, movimentando o cenário econômico

Nos dias 6 e 7 de outubro, o governo injetará na economia R$ 340 milhões, contribuindo para aumento da renda e, consequentemente, movimentando o cenário econômico. A medida foi autorizada em 2019, pela primeira vez na história do Pará.Thainná Alencar, secretária adjunta da Seplad, ressalta que o pagamento antecipado ajuda o servidor a não contrair empréstimos consignados e antecipações

Segundo Thainná Alencar, secretária adjunta da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), o pagamento que chega antes também ajuda o servidor a fugir da tentação dos empréstimos consignados e antecipações, que resultam obrigatoriamente em pagamentos de taxas e juros.

Planejamento e controle - "Sem contar que é uma injeção de recursos que vai ajudar o Estado, já que servidores e seus familiares vão consumir mais. Temos bons indicadores de arrecadação, menos custo com a máquina pública, a folha dos servidores está em dia, o que permite a medida, e também um bom planejamento e bom controle dos gastos, que é essencial. Nem mesmo com a crise do coronavírus o Pará deixou de investir. Foi um dos estados brasileiros que mais investiu com recursos próprios", afirmou a secretária adjunta.O pagamento antecipado da metade do 13º salário será feito nos dias 6 e 7 de outubro

A receita própria do Pará está em crescimento, mesmo durante a pandemia de Covid-19. Os efeitos na receita estadual foram muito menores do que em outros estados. Em julho, o ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias e serviços) do Estado registrou um crescimento real de 12,9%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Além de pagar em dia os servidores, o governo estadual pode manter o programa de investimentos do Estado, ajudando a manter a construção civil em atividade e economia aquecida. No primeiro semestre deste ano, o Pará investiu 7% das receitas correntes líquidas (RCL) no investimento próprio, o que equivale a R$ 928 milhões.