Servidores estaduais recebem salários de setembro a partir do dia 28

Governo do Pará mantém em dia pagamento dos salários do funcionalismo, o que atesta os bons índices da arrecadação estadual e o equilíbrio das contas públicas

18/09/2020 12h06 - Atualizada em 18/09/2020 14h37
Por Luana Leite (SEPLAD)

Estado paga salários de setembro a partir do dia 28 e até 31 deste mês, já em 6 e 7 de outubro, o governo pagará a metade do 13º salário O Governo do Pará pagará os proventos referentes ao mês de setembro, da administração direta e indireta, a partir do dia 28 de setembro, reafirmando o seu compromisso com o funcionalismo público, a partir dos bons índices da arrecadação estadual e do equilíbrio das contas públicas.

Receberão primeiramente os inativos militares e pensionistas civis e militares, além dos inativos civis e as pensões especiais da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad). O pagamento será concluído no dia 30 de setembro, com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), da capital e do interior.

Confira o calendário de pagamento:

Dia 28 (segunda-feira) – Inativos militares e pensionistas civis; militares e inativos civis e pensões especiais/Seplad.

Dia 29 (terça-feira) – Auditoria-Geral, Casa Civil, Casa Militar, Defensoria Pública, Gabinete da Vice-Governadoria, Procuradoria-Geral, Sedap, Sectet, Seplad, Sefa, Semas, Secult, Seel, Sedeme, Sejudh, Sedop, Sespa, Seaster, Setran, Secom, Setur, NGTM, NEPMV, NGPR e NAC, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Seap, Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, Hospital Ophir Loyola, Fundação Hemopa, Fundação Santa Casa, Adepará, Arcon, Asipag, Codec, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, Emater, EGPA, Emater, FCG, FCP, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Imetropara, Iasep, Igeprev, IOE, Iterpa, Jucepa, Prodepa, Uepa, Ideflor-Bio, CPH e Fundação Parapaz.

Dia 30 (quarta-feira) – Seduc (capital e interior).

13º salário

Nos dias 6 e 7 de outubro, o governo pagará a metade do 13º salário do funcionalismo público estadual. Serão beneficiados 100 mil servidores.

A medida vai injetar cerca de 340 milhões na economia paraense.