Comitiva do Vaticano visita Hospital Regional de Baixo Amazonas

Unidade, em Santarém, receberá equipamentos hospitalares para terapia intensiva

11/09/2020 15h10 - Atualizada em 11/09/2020 17h31
Por Ronilma Santos (SRGBA)

Diretor geral do HRBA, Hebert Moreschi reunido com o representante do Vaticano, Antonio Guizzetti, e autoridades da região Uma comitiva enviada pelo Papa Francisco, para doar equipamentos a hospitais públicos no País, visitou o Hospital Regional do Baixo Amazonas nesta sexta-feira (11). A unidade instalada em Santarém, região oeste do Pará, receberá quatro ventiladores pulmonares para terapia intensiva.

A visita foi realizada pelo doutor Antonio Guizzetti, representante do Vaticano; e por Dom Bernardo, Bispo de Óbidos, que acompanhou a missão institucional do Vaticano nos municípios de Alenquer, Óbidos e Santarém, todos no oeste do estado.

Secretário regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto acompanhou a missão institucional do Vaticano nesta sexta (11)Acompanharam também a visita o diretor geral do HRBA, doutor Hebert Moreschi; o secretário regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto; a coordenadora de Saúde da secrearia regional de Governo, Talita Cunha; e a diretora da 9ª Regional de Saúde, Marcela Tolentino.

“Isso, certamente, vai viabilizar mais serviços de assistência contra a Covid-19, nesse momento, e mais tarde, (os equipamentos) serão utilizados para prestar assistência de alta complexidade em outras especialidades. O Papa tem um olhar muito especial para a Amazônia e isso vai proporcionar também a reestruturação de mais leitos ao hospital'', disse o diretor geral do hospital, Herbet Moreschi.

 Antes de visitar o hospital do Baixo Amazonas, a comitiva esteve com o governador Helder Barbalho, em Belém. O secretário regional de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto, agradeceu a visita e a parceria estabelecida na região, entre o Vaticano e o Governo do Estado. 

“É uma parceria importante que vem cada vez mais ajudando a proporcionar atendimentos de saúde de qualidade às populações, e alcançar um maior número de pessoas. Um grande exemplo dessa parceria é  o Barco Hospital Papa Francisco, que por conta dos excelentes índices alcançados terá o contrato renovado, e o Governo do Estado só tem a agradecer a iniciativa do Barco Papa Francisco”, afirmou o secretário Henderson Pinto.

O representante do Vaticano, doutor Antonio Guizzetti, que é também professor de Economia, falou sobre as singularidades entre Brasil e Itália, em relação à área da saúde. “Brasil e Itália têm números bastantes parecidos, e fiquei muito impressionado com a estrutura dos hospitais na Amazônia, são muito precários, porém, o HRBA tem uma estrutura de excelência. Um fator que também faz diferença é o fator humano, que é excepcional. A gente percebe uma vontade e um entusiamo nos médicos, enfermeiros, que não existe em nenhuma parte do mundo, esperamos dar os quatro ventiladores em um prazo muito pequeno''.  

Bispo de Óbidos, Dom Bernardo acompanhou a missão e anunciou a construção de um novo barco hospital para atuar na região. Ele informou que o Dr. Antonio Pizetti foi enviado pelo Vaticano para fazer as visitas no Brasil, a hospitais, centros de Saúde e também verificar a possibilidade de entrega de respiradores.

"Já foi realizada a primeira etapa em vários hospitais do Brasil e agora nessa segunda etapa, aqui, na Amazônia, para ver também a possibilidade de destinar respiradores, doações feitas pelo Papa Francisco. Nós estamos agora em um momento da construção do barco Hospital João Paulo II, um barco que  acompanhará o Barco Papa Francisco, permitindo maior capacidade de atendimento'', informou o bispo.