Procon apura em supermercados denúncias de preços abusivos em itens da cesta básica

02/09/2020 18h48 - Atualizada em 02/09/2020 23h45
Por Gerlando Klinger (SEJUDH)

O Procon-Pará, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), iniciou nesta quarta-feira (2) a fiscalização na rede de supermercados de Belém, a fim de averiguar denúncias sobre o aumento dos preços de itens da cesta básica. Um estabelecimento comercial recebeu um auto de infração por comercializar produto sem autorização para venda.Coibir o aumento de produtos da cesta básica é o objetivo das equipes do Procon

Além dos autos de infração, o supermercado fiscalizado recebeu autos de constatação, e agora seus proprietários têm o prazo de cinco dias para apresentar as notas fiscais dos produtos da cesta básica. “Após isso, vamos averiguar se houve um aumento injustificado do preço”, informou o coordenador de Fiscalização do Procon, Renan Lobato. Sobre o produto com venda proibida, depois de verificada a irregularidade foi removido das gôndolas.

Consumidores que quiserem denunciar aumentos abusivos de preços nos itens da cesta básica podem procurar o Procon-PA, pelo Disque-Denúncia 151, pelo WhatsApp (91) 98863-5324 e pelo e-mail proconatend1@procon.pa.gov.br. Em Belém, a sede da Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor fica na Travessa Lomas Valentinas, n° 1.150, no bairro da Pedreira.