Secretaria Regional aproxima o governo do Estado dos 29 municípios do oeste do Pará

Órgão permite maior integração e participação da sociedade e garante mais rapidez às ações para atender às demandas da população da região

02/09/2020 14h07 - Atualizada em 02/09/2020 14h24
Por Giovanna Abreu (SECOM)

A Secretaria Regional de Governo do Oeste do Pará é responsável por articular obras, ações e serviços em 29 municípios da região. O órgão funciona como uma extensão do gabinete do Governador do Estado para ampliar o diálogo, reduzir as distâncias e as burocracias, entre os municípios da região e a sede do executivo, em Belém, o que permite maior integração e participação da sociedade.

“Quando a Secretaria Regional de Governo foi inaugurada, ela atendia apenas 15 municípios, era chamada de Centro Regional do Baixo Amazonas. Na gestão do governador Helder Barbalho, houve a ampliação para 29 municípios, passando a atender não só a Região do Baixo Amazonas, mas toda a região do oeste do Pará”, afirma o secretário Regional de Governo, Henderson Lira Pinto.

O Governo do Pará, disse o secretário, implementou uma nova forma de trabalho, mais próxima da população, o que garante a presença do Poder Executivo nos municípios e regiões que antes sentiam esse distanciamento. A maior rapidez na resolução das demandas dos municípios do Oeste do Pará reflete diretamente na população. 

“Conseguimos dar as respostas que a população precisa, em tempo hábil, principalmente diante de algum sinistro ou incidente. Em anos anteriores, uma resposta simples poderia demorar muito”, ressalta o secretário Regional de Governo.

“Com isso, o Governo do Estado tem uma avaliação muito positiva na região, porque através do nosso acompanhamento nas obras, ações e serviços, o retorno é mais rápido, fazendo com que a população seja beneficiada, com essa celeridade”, complementa Henderson Lira Pinto.  

O Centro Regional de Governo do Oeste do Pará foi o segundo órgão a ser instalado no Estado com a proposta de promover a governança compartilhada e aproximar a administração estadual das prefeituras dos municípios da região. O primeiro foi inaugurado em Marabá.

A Secretaria é responsável pela articulação de atividades governamentais. “Qualquer pasta, qualquer secretaria estadual que venha executar uma atividade, em qualquer um dos 29 municípios da região Oeste, atuará de forma articulada com a nossa Secretaria Regional. Acompanhamos de perto todas as ações”, explica Henderson Lira Pinto.

SAÚDE

No âmbito da saúde, destacam-se cinco obras em andamento nas Regiões de Integração do Baixo Amazonas e Tapajós, a reforma do Hospital de Alenquer; ampliação da Santa Casa de Óbidos; construção do Hospital Materno Infantil de Santarém; ampliação do serviço de hemodiálise, também, em Santarém; e a implantação do ambulatório de especialidades no Hospital Regional do Tapajós. 

O Hospital Público Geral de Castelo dos Sonhos "João Trevian Sobrinho" foi entregue no mês de julho de 2020. A unidade tem 21 leitos clínicos para internação em pediatria, ortopedia, obstetrícia, clínica cirúrgica, clínica médica, outros quatro leitos em sala de estabilização, e estima-se que atenda, em média, 20 mil habitantes por mês, incluindo o distrito de Cachoeira da Serra e as aldeias indígenas do emtorno.

“Precisamos destacar também o convênio com o Hospital Nove de Abril, no município de Juruti, e a instalação do serviço de UTI aérea, com a disponibilização de duas aeronaves na região no período da pandemia da Covid-19”, relembra Henderson Lira Pinto.

INVESTIMENTOS

Em relação à execução dos serviços de drenagem e pavimentação asfáltica de vias urbanas nas Regiões de Integração do Baixo Amazonas e Xingú, sete municípios do oeste paraense seguem com obras do Programa Asfalto por todo Pará: Faro, Almeirim, Alenquer,Monte Alegre, Oriximiná, Prainha e Altamira. 

Seguem em execução também outras importantes obras para a Região, como os investimentos no Sistema de abastecimento de água, dos municípios de Almeirim e Jacareacanga; no Ginásio Poliesportivo e na construção de pista de lazer em Santarém; assim como na ampliação do galpão da sede da Associação dos Idosos, construção de Abrigo Infantil e praça em Itaituba.

Entre os empreendimentos realizados, o titular da Secretaria destaca os terminais hidroviários de Santarém, Prainha, Curua, Faro e Terra Santa. Outro investimento importante para a Região, segundo Henderson Lira Pinto, foram as obras de pavimentação e drenagem profunda, que integram o Programa Municípios Sustentáveis e contam com investimentos externos do Banco de Desenvolvimento da América Latina e do New Development Bank, instituições internacionais que apoiam a realização de projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável. O investimento gera novas perspectivas para 12 municípios das regiões de Integração Xingu e Tapajós.