Obras de requalificação da Rodovia do Tapanã seguem na reta final

Importante via da capital está sendo duplicada e pavimentada e recebe ainda ciclofaixa e nova iluminação pública

01/09/2020 21h48 - Atualizada em 01/09/2020 22h11
Por Michelle Daniel (NGTM)

Buracos e lama na pista, falta de espaço para ciclistas e pedestres e estrutura viária precária longe de qualquer condição de mobilidade urbana. Esse cenário faz parte do passado da Rodovia do Tapanã, que dá acesso ao bairro do Bengui e conjunto Cordeiro de Farias e interliga a Avenida Augusto Montenegro à Rodovia Arthur Bernardes, em Belém. Cinco quilômetros da via estão sendo totalmente requalificados. As obras do Governo do Pará, por meio do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), entram na reta final para que, até o fim deste mês, sejam entregues à população.

 “A situação era bem precária devido à falta de sinalização. Acostamento não existia, os acidentes eram constantes. Agora, com essa obra, melhorou bastante. Com a rotatória que está sendo concluída, já há sinal de melhoras”, diz o comerciante Paulo Barbosa, 49 anos, que há nove anos trabalha na Rodovia do Tapanã. A obra valorizou a área e promoveu melhorias na economia. “O fluxo de veículos aumentou e o meu movimento cresceu junto. Para mim, como comerciante, melhorou bastante”.

O mototaxista Renato Rocha, 48 anos, mora e trabalha há 12 anos no bairro. Ao lembrar o sofrimento que a população enfrentava pela falta de infraestrutura, ele comemora os benefícios gerados pela obra do Governo. “Essa rodovia era ruim, bem precária. O povo mais carente era o pedestre, que ficava à mercê da sorte, porque não tinha calçada. O ciclista também tinha que andar pelos carros. Agora, a ciclofaixa dá mais segurança. Ficou bem melhor para todos”, diz.

Melhorias - O aposentado José Ribamar Santos, 64 anos, morador há 30 anos do bairro, afirma que a estrutura na área mudou e aposta que a conclusão vai gerar ainda mais benefícios. “Era muito buraco e muita lama. Acredito que vai melhorar 90%”, comenta.

O diretor geral do NGTM, Eduardo Ribeiro, ressalta que, apesar dos problemas provocados pela pandemia, “o Estado está entregando uma obra importante para a mobilidade urbana da Região Metropolitana de Belém dentro do prazo estabelecido”. A Rodovia do Tapanã será entregue à população duplicada e pavimentada, com nova rede de drenagem, calçada com piso tátil, ciclofaixa e nova iluminação pública.

“É uma obra importante para o eixo de transporte da Augusto Montenegro e Arthur Bernardes, criando condição de tráfego. Uma obra viária com remanejamento de interferências e nova iluminação em fase de conclusão”, detalha. “Continuam os trabalhos para avançar na Avenida Padre Bruno Secchi com previsão de entrega até o fim do primeiro semestre do ano que vem”, ressalta.