Sefa assina contrato para implantação do novo Sistema de administração financeira do Pará 

27/08/2020 15h53 - Atualizada em 27/08/2020 16h03
Por Ana Márcia Pantoja (SEFA)

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) assinou, nesta quinta-feira (27), a contratação de uma empresa de consultoria para atuar na implantação do novo Sistema Integrado de Administração Financeira Estadual (Siafe), que vai atender a todos os órgãos e entidades da administração pública estadual e será a principal ferramenta corporativa do Governo do Estado do Pará, quando entrar em funcionamento em 2021, substituindo o Siafem, atualmente em uso. A empresa contratada é a Freebalance  INC., canadense com sede em Ottawa, no Canadá.  

O projeto de implantação do novo Siafe faz parte do Programa de Apoio a Gestão dos Fiscos do Brasil, Profisco II, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e terá um valor  de R$ R$26,535 milhões.

A implantação do sistema Siafe será feita em etapas, com os módulos sendo implantados progressivamente. Em janeiro de 2021 deverá entrar em funcionamento o módulo de execução orçamentária, financeira, contábil e patrimonial, além do extrator de relatórios.

A troca de sistema corporativo vai exigir uma gestão própria, porque será preciso migrar os conteúdos do sistema atual para a nova plataforma. Mas, além da tecnologia, as mudanças terão que envolver os servidores públicos, pois será necessário capacitar com qualidade cada envolvido, para que todos colaborem com o funcionamento do sistema.

O novo Siafe vai unificar os principais sistemas atuais numa mesma plataforma, além de proporcionar mais de 20 anos de atualização tecnológica e permitirá a consolidação dos dados de planejamento e finanças, evitando informações repetitivas ou discrepância de dados. Toda a cadeia de informações estará disponível em um único sistema.

René de Oliveira, secretário da Fazenda, destacou a necessidade de atualização do sistema atual, para garantir o controle financeiro e da parte logística e contábil, de forma que o Estado possa ter um  instrumento de gestão financeira. “A assinatura do contrato é um marco e um desafio, porque temos quatro meses para implantar o novo sistema”, destacou.  

Assinaram o contrato o secretário da Fazenda e o representante regional da Freebalance Inc., Evandro Rodrigues Valente Filho.