Pará ocupa a 17ª posição no ranking nacional de isolamento social

Taxa registrada no estado foi de 36,50%. A capital paraense atingiu índice de 37,43%.

07/08/2020 10h51 - Atualizada em 07/08/2020 11h25
Por Walena Lopes (SEGUP)

Na quinta-feira (6), o Pará ocupou a 17ª posição no ranking nacional de isolamento social, com taxa de 36,50% de pessoas em casa para evitar a proliferação da Covid-19. A taxa da capital paraense foi de 37,43%, alcançando a 16ª colocação entre as capitais. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

As cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa e com baixo índice de isolamento foram Oeiras do Pará (21,3%), Pau-D’arco (23,3%) e Concórdia do Pará (24%). Já as que alcançaram melhores índices foram Nova Esperança do Piriá (54,8%), Peixe Boi (54,2%) e Santa Maria das Barreiras (54%).

RMB - Na capital e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 37,43% e 36,40%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Cotijuba (52,2%), Farol (52%) e São Francisco (50%). As piores taxas foram em Carananduba (17,2%), São João do Outeiro (19,4%) e Maracajá (22,4%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros de Águas Lindas (55,8%), Curuçambá (47,6%) e Centro (46,9%). As piores taxas foram observadas em Heliolândia (25,6%), Jaderlândia (28,2%) e Guanabara (28,4%).

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado, ressalta a importância em manter os cuidados determinados pelas organizações de saúde e evitar sempre as aglomerações. "Percebemos que as pessoas estão voltando a vida como se o vírus não estivesse mais entre nós. Reforçamos aqui a necessidade de todos se manterem conscientes quanto aos riscos e evitar locais de aglomerações. A sociedade é a nossa principal colaboradora para evitar a proliferação do vírus", alertou o titular da Segup.

O percentual de isolamento nos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis e são atualizados diariamente no site da Segup.