Agricultor de Almeirim aumenta produção de milho após apoio e icentivo da Emater

22/07/2020 14h20 - Atualizada em 22/07/2020 14h58
Por Rodrigo Reis (EMATER)

A mecanização agrícola da colheita do milho é uma realidade que há 12 anos vem proporcionando inúmeros benefícios para a produção do agricultor Dilamar Natalino Scapini, assistido pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) de Almeirim, Baixo Amazonas. Com pioneirismo, o produtor introduziu a mecanização em sua propriedade, a partir de incentivo da Emater, que em 2008 elaborou um projeto de crédito por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e financiamento do Banco do Brasil.

Para a colheita deste ano (de abril a agosto), a estimativa é de que 40 toneladas de milho sejam colhidas nos 10 hectares da plantação do agricultor, localizada na Serra da Comara, zona rural do município. “Isso é fruto do investimento do produtor, que resolveu focar na modernização agrícola”, explica Elinaldo Silva, técnico em agropecuária e chefe local da Emater de Almeirim.

Além de economizar custos, o produtor se aperfeiçoou no dia a dia no trabalho, o que proporcionou, por exemplo, mais agilidade na colheita. Já são 12 anos utilizando o maquinário e os benefícios são inúmeros.

“É todo um contexto: a partir da mecanização, a produção cresceu e, consequentemente, a renda também. Com isso, o produtor adquiriu transporte próprio (caminhão), estruturou a propriedade, além de aumentar significativamente a renda dele e de sua família. Esse é o propósito da Emater: prestar assistência técnica diferenciada e melhorar a vida do agricultor” complementa Elinaldo Silva. 

As visitas técnicas do escritório local são realizadas mensalmente, com coleta de dados e levantamento das informações técnicas da produção do milho e da propriedade. O objetivo é sempre a melhoria da produção, a partir de relatórios técnicos, que são discutidos diretamente com o produtor. Para a próxima safra, o escritório local vai trabalhar a adubação e correção de solo, fatores importantes para uma produção de qualidade. 

“A Emater é essencial para quem trabalha no campo: seja em assistência técnica, elaboração de projetos de crédito e políticas públicas. É um serviço completo. No meu caso, já tive projeto de crédito aprovado e equipei toda a minha produção. Além da colheitadeira, adquiri uma plantadeira, aplicador de calcário e adubo e também um passador de veneno. Depois disso, tudo mudou para melhor. Hoje, colho os frutos”, comenta o agricultor Dilamar Natalino Scapini.

“Fui pioneiro no município com a mecanização agrícola. E a Emater faz parte deste processo”, finaliza.  

Além do milho, o produtor trabalha também com pecuária de corte e leite e avicultura.