Hospital Regional do Tapajós atende pacientes de Covid-19 e outras especialidades

14/07/2020 21h45 - Atualizada em 14/07/2020 22h35
Por Roberta Vilanova (SESPA)

O Hospital Regional Público do Tapajós Teófilo Olegário Furtado (HRPT), em Itaituba, sudoeste do Pará,  inaugurado no último dia 9, já está atendendo casos de média e alta complexidade, além de ser referência para pacientes confirmados ou com suspeita do novo coronavírus. A instituição conta com 64 leitos exclusivos para Covid-19 - dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) - e 64 para outras patologias, dos quais dez também de UTI. Os atendimentos são feitos via regulação estadual, ou seja, o paciente precisa ser encaminhado por outras unidades de saúde.

Os serviços beneficiam a população dos municípios de Itaituba, Aveiro, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão, que antes precisavam se deslocar para outras regiões para receber atendimento especializado.

Um dos mais importantes procedimentos oferecidos é a terapia renal substitutiva (hemodiálise), que já está sendo feita em leito de UTI. O HRPT oferecerá também esse serviço em nível ambulatorial, com 22 máquinas de hemodiálise, o que evitará o deslocamento de pacientes renais crônicos para atendimento em outras regiões do Estado. Outro atendimento já em curso é para pacientes em emergência cardiológica, via regulação estadual.

Para o governador Helder Barbalho, o hospital é o resgate de um sonho da população do Tapajós, descentralizando os serviços e garantido com que os municípios da região tenham referência em saúde. “Vamos fazer o atendimento para pacientes com a Covid-19 e também dar suporte em saúde em outras especialidades”, disse o governador durante a solenidade de inauguração.

Serviços - Depois que a pandemia de Covid-19 passar, o HRPT contará com 164 leitos e oferecerá serviços de urgência e emergência de natureza clínica e cirúrgica nas áreas clínicas médica, cirúrgica, pediátrica e obstétrica. A instituição também vai dispor de ambulatório com nove consultórios para consultas em clínica geral, traumatologia, ortopedia, cardiologia, infectologia e urologia. O ambulatório terá, ainda, serviços de enfermagem, coleta de exames, farmácia, eletrocardiograma, psicologia, terapia ocupacional e serviço social.

O hospital também dispõe de centro cirúrgico com oito salas de cirurgia, duas para obstetrícia. Como suporte ao atendimento médico, o Hospital Regional do Tapajós contará com centro de diagnóstico com serviços de laboratório de análises clínicas, raio-x, raio-x telecomandado, mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, holter, Mapa, teste ergométrico, endoscopia, colonoscopia e medicina nuclear.

A diretora técnica da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Maitê Gadelha, destaca o perfil de atendimento do HRPT. “Sabemos que, com as especialidades médicas disponíveis e mais todos os serviços que serão oferecidos aos pacientes, como os exames diagnósticos, cirurgias e até mesmo hemodiálise, iremos alcançar o objetivo principal, que é resolver uma demanda de saúde da região e também atender os pacientes com qualidade, da melhor forma possível”, afirma.