Com taxa de 45,65%, Pará fica na 25ª posição no ranking nacional de isolamento

Piores índices foram registrados em Senador José Porfírio (29,4%), São Sebastião da Vista (32%) e Salinópolis (35,2%)

13/07/2020 11h36
Por Walena Lopes (SEGUP)

No domingo (12), o Pará alcançou a 25ª posição no ranking nacional de isolamento, com taxa de 45,65% das pessoas em casa para evitar a proliferação do novo coronavírus. Belém, entre as capitais, ficou em 24º lugar, com taxa de 46,94%. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Na análise das cidades paraenses, o três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Santarém Novo (66,7%), São João da Ponta (59,1%) e Belterra (57,6%). As cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa foram Senador José Porfírio (29,4%), São Sebastião da Vista (32%) e Salinópolis (35,2%).

Ualame Machado, secretário de Segurança Pública, enfatiza a necessidade do isolamento mesmo nesse período em que as pessoas seguem viajando para o interior do Estado. “Apesar dos alertas, a população tem viajado para aproveitar o verão amazônico, porém esse não é o momento de relaxar as medidas protetivas de segurança”, alertou o titular Segup.

RMB - Na capital paraense e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 46,94% e 45,3%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Mangueirão (57,8%), Cidade Velha (57,4%) e Val-De-Cães (56,7%). Já as piores taxas ficaram com Carananduba (15,0%), Cotijuba (29,2%) e Água Boa (32,2%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros da Cidade Nova IV (54,9%), Cidade Nova VIII (51,9%) e Providência (51,6%); as piores taxas foram observadas em Centro (35,4%), Guanabara (36,8%) e Águas Lindas (37,1%).

Serviço: O percentual de isolamento nos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis em um espaço exclusivo sobre os índices no site da Segup.