Setran e Bombeiros vão garantir agilidade na recuperação de vias afetadas por desastres

Parceria quer evitar que áreas inteiras fiquem isoladas por longos períodos

07/07/2020 14h26 - Atualizada em 07/07/2020 17h36
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

Titular da Setran, Pádua Andrade, e coronel Hayman, do Corpo de BombeirosUma parceria inédita entre a Secretaria de Estado de Transportes (Setran) e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA) vai permitir agilidade na recuperação e restabelecimento de acessos terrestres, por meio de pontes, em regiões afetadas por desastres. O acordo foi assinado nesta terça-feira (7), pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Hayman Apolo Gomes de Souza, e o titular da Setran, Pádua Andrade.

O objetivo é evitar que áreas inteiras fiquem isoladas por longos períodos, e garantir o retorno do fluxo de pessoas e do escoamento de bens e serviços, no prazo máximo de 30 dias.

Segundo Pádua Andrade, a parceria envolve investimento na ordem de R$ 200 milhões, que permitirá conferir maior eficiência, eficácia e efetividade às políticas públicas desenvolvidas de forma integrada, e que são imprescindíveis para a retomada da dinâmica socioeconômica de cada região. “O recurso será exclusivamente para reconstrução de pontes, constituindo-se obra emergencial de acordo com os laudos emitidos pela Coordenadoria Estadual da Defesa Civil”, detalha Pádua.

A obra a ser executada por meio da parceria deve estar homologada conforme Instrução Normativa n° 002/2016, que prevê situação de anormalidade por parte do governo do Estado. O prazo de vigência do acordo firmado entre Setran e Corpo de Bombeiros é de 12 meses, a contar da data de assinatura do termo, ocorrida nesta terça-feira (7). Atualmente, o Pará possui mais de 700 pontes distribuídas em mais de 7.500 quilômetros de rodovias sob sua responsabilidade.