Sespa e Sest-Senat realizam ação de saúde para caminhoneiros

Atendimento tem como foco 200 profissionais que trafegam pelas estradas do Pará

30/06/2020 18h54 - Atualizada em 30/06/2020 19h47
Por Roberta Vilanova (SESPA)

Caminhoneiros receberam vacina e orientação psicológica, e fizeram avaliação nutricional, entre outras açõesA Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e o Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest-Senat) realizaram, nesta terça-feira (30), Dia dos Caminhoneiros, no Posto Marajó, na BR-316, a primeira ação do Projeto Transportando Saúde, que tem como destinatários 200 caminhoneiros que trafegam pelas estradas do Pará.

Conduzida pela Coordenação Estadual de Saúde do Homem, a ação de prevenção de doenças e promoção da saúde tem o objetivo de sensibilizar esse público quanto à necessidade de buscar os serviços de saúde com regularidade, para reduzir as internações e óbitos e, consequentemente, os acidentes nas estradas.

Segundo coordenador de Saúde do Homem, Diego Cutrim, os caminhoneiros trabalham, em média, 11 horas por dia e seis dias por semana. “E foi pensando neles que surgiu a parceria entre a Sespa e Sest-Senat para o desenvolvimento de uma ação conjunta para o atendimento dessa classe profissional, constituída, principalmente por homens, que têm pouco tempo para cuidar da saúde”, informou.

O Projeto se justifica, conforme informou Diego Cutrim, porque as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) devem ser diagnosticadas precocemente para proporcionar um prognóstico favorável ao usuário do SUS; a testagem rápida, o aconselhamento e a distribuição de material educativo são capazes de formar pessoas mais cuidadosas e preocupadas com a sua saúde; as doenças crônicas não transmissíveis são principais causas de óbito e internação masculina; e a prevenção de doenças como diabetes e hipertensão pode impedir o estabelecimento de agravos mais severos como acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio, insuficiência renal crônica entre outros males.

"Além de tudo isso, os caminhoneiros merecem uma atenção especial porque trabalham numa jornada exaustiva para transportar alimentos, combustíveis e diversos produtos que são fundamentais para a vida de toda a população”, argumentou Diego Cutrim. “Por isso, eles cuidam pouco da sua saúde, o que pode colocar em risco suas vidas e das demais pessoas que trafegam pelas estradas brasileiras” - Diego Cutrim, coordenador de Saúde do Homem.  

Durante a ação do Projeto, os caminhoneiros recebem avaliação nutricional, orientação psicológica e orientação sobre atualização profissional, aprendem sobre ginástica laboral, atualizam as vacinas, fazem teste de glicemia e aferem a pressão arterial e, por fim, respondem a um questionário para avaliação do perfil do caminhoneiro, especialmente, em período de pandemia.

Por meio do Projeto Transportando Saúde, os caminhoneiros têm a oportunidade de aprender mais sobre a sua saúde e tomar atitudes para melhorar a sua qualidade de vida, adotando hábitos saudáveis como atividade física, alimentação balanceada e inserir atividades lúdicas que diminuam o estresse do dia a dia.

Serviço:

A próxima ação será realizada no dia 25 de julho, das 16h às 20h, no Posto Marajó, na BR-316, próximo à entrada de Mosqueiro, em Benevides.