Xinguara e São Miguel do Guamá recebem Poli Itinerante até sexta, 26

Equipes médicas atendem pessoas com sintomas leves e moderados da Covid-19 para evitar o agravamento do quadro e eventual internação

25/06/2020 16h59 - Atualizada em 25/06/2020 18h35
Por Carol Menezes (SECOM)

Cerca de 100 atendimentos foram feitos somente na primeira hora de funcionamento em XinguaraA Policlínica Itinerante fez cerca de 100 atendimentos na primeira hora de funcionamento, desta quinta-feira, 25, entre consultas médicas, exames clínicos e de imagem. O serviço prossegue nesta sexta-feira, 26, no município, até às 17h30. A versão móvel da Policlínica Itinerante também faz atendimentos nesses dois dias em São Miguel do Guamá, no nordeste paraense.

Maria das Neves foi atendida na Policlínica Itinerante, em Xinguara, pela manhã. "Estou gostando muito do atendimento, as pessoas são muito educadas, tratam a gente bem e são solidárias ao que estamos passando", avaliou.

A Policlínica Itinerante já esteve em mais de 30 municípios. Em Xinguara, o protocolo foi o mesmo: avaliação médica e, se necessário, medicamentos por prescrição para o tratamento da Covid-19. A Policlínica Itinerante atende pessoas com sintomas leves e moderados da doença, para evitar o agravamento do quadro e eventual internação. 

Pacientes foram avaliados e, caso o diagnóstico tenha sido positivo, já saíram com os remédios para tratar a doença em casaMédico gestor da Policlínica Itinerante em Xinguara, Marco Antonio Camarão Pinheiro confirmou que todos os pacientes foram avaliados e a partir do diagnóstico positivo saíram com os remédios para o tratamento domiciliar.

"Viemos fazer isso pelo município, promover essa atenção tão importante para os casos que não são graves, para impedir algum tipo de piora. A ação itinerante tem dado muito certo, os pacientes saem agradecidos e, para nós, é um trabalho muito gratificante", afirma.

Em São Miguel do Guamá, as ações ocorrem na Escola Padre Leandro PinheiroACOLHIMENTO

Em São Miguel do Guamá, o atendimento é feito na Escola Padre Leandro Pinheiro, onde a Policlínica Itinerante funcionou nesta quinta-feira e retorna nesta sexta. Depois do cadastro e da triagem com a equipe de enfermagem, quem procura assistência é enviado à avaliação médica.

"Além do acolhimento humanizado, focamos no desenvolvimento de um plano terapêutico adequado, com orientações que podem ajudar a pessoa que se trata em casa a evitar o agravamento do quadro", explica Camila Rocha, médica gestora da Policlínica Itinerante no município.

"Tirei minhas dúvidas, fui bem tratada, saí com remédio. Gostei muito de ser atendida nesse projeto", contou Maria dos Reis, uma das moradoras de São Miguel do Guamá que estava entre os primeiros atendimentos do dia.

A qualidade da acolhida oferecida pela equipe multiprofissional chamou a atenção de Antônio Mendonça, 61 anos. "Não é em qualquer lugar que a gente é atendido assim, acho que melhorei desde esse início", afirmou.

Desde 14 de maio, a Policlínica Itinerante percorre o Pará e já fez mais de 39 mil atendimentos em municípios de quase todas as regiões do Estado.

A assistência alcançou a Região Metropolitana de Belém, em bairros como Guamá, Pedreira, Marco, Marambaia, Jurunas, Sacramenta, Bengui, Terra Firme e Cabanagem. Em Ananindeua foram atendidos os bairros do Maguari, Centro, Coqueiro, PAAR, Cidade Nova, Distrito Industrial, Jaderlândia, Guanabara e Águas Lindas.