Governo mantém obras de infraestrutura no Estado

São 312 importantes obras voltadas para logística, infraestrutura, saneamento, mobilidade urbana e ampliações na área da saúde e educação

20/06/2020 17h58 - Atualizada em 20/06/2020 19h20
Por Luana Leite (SEPLAD)

Mesmo diante de uma crise econômica que atinge o país, desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, o governo do Pará une esforços para honrar o seu compromisso com a população, e segue firme com investimentos, para que o Estado alcance o desenvolvimento planejado e ofereça mais melhorias ao povo paraense.

Obras de mobilidade urbana também estão em andamento no Pará

A Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) ressalta que apenas no período de janeiro a maio de 2020, o Estado já investiu mais de meio bilhão de reais. Este é o maior valor aplicado neste período nos últimos cinco anos, oriundo de um árduo trabalho em busca de mais crescimento para o Estado.

São 312 importantes obras em 108 municípios paraenses, voltadas para a área de infraestrutura e logística, além de habitação, saneamento, mobilidade urbana e importantes ampliações na área da saúde e educação, o que demonstra o alinhamento com o Plano de Governo firmado para o desenvolvimento planejado para o Estado.

Hospital - Entre as importantes obras está a construção do Hospital Materno-infantil de Santarém, que estava com as obras paradas desde outubro de 2015 e foi retomada após parceria firmada com a Prefeitura da cidade. A unidade de saúde programada, com 85 leitos de enfermaria, dividida entre a clínica obstétrica (30 leitos e dois isolamentos), e pediátrica (50 leitos e três isolamentos), e 36 leitos de internação intensiva (UTI/UCI e Mãe Canguru), totalizando 121 leitos e 34 consultórios vai atender cerca de 20 municípios da região, entre eles, Juruti, Alenquer, Óbidos, Oriximiná, Curuá e outros.

Hospital Materno-Infantil de Santarém é uma das obras em andamento no Estado

As obras do Hospital Regional de Castanhal (HRC) foram adiantadas pelo Governo como forma de ajudar no combate à Covid-19, e entregue no dia 3 de junho para a população. A unidade vai ofertar 120 leitos, sendo 100 clínicos e 20 de UTI, além de 13 leitos de estabilização, com atendimentos voltados para pacientes com o novo coronavírus.

O HRC reforça a estrutura de atendimento na região nordeste do Estado e viabiliza o acesso à saúde para população que carece do serviço.

O Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), em Icoaraci, foi entregue à população em setembro de 2019, e as suas obras de conclusão foram adiantadas para a entrega completa do espaço de quase 1,8 mil metros quadrados, por andar, disponibilizando assim o 8º e 9º andar, para ser utilizado como suporte no combate ao novo coronavírus, com a oferta de 100 novos leitos.

Mobilidade - A mobilidade urbana no Estado conta com a importante obra de requalificação da BR-316, que ocorre nos primeiros 10,8 quilômetros da via, do trecho que vai do Entroncamento até a área próxima à entrada da Alça Viária, além da implantação dos Terminais de Integração de Ananindeua e Marituba.

A duplicação, pavimentação e sinalização da rodovia do Tapanã, deverão ser entregues em breve. A execução faz parte de um conjunto de ações de mobilidade urbana do governo do Estado, com quase 5 km de obras.

Outra obra em execução e que beneficiará muitas famílias, é a do Tucunduba, que teve a sua retomada com êxito e traz de volta à centenas de pessoas, a esperança de poder viver em um lugar mais digno.

As obras já estão em fase de conclusão referentes ao 1º trecho que começa na rua São Domingos e vai até a rua dos Mundurucus. Em abril, foi retomado o trabalho no 2º trecho, que inicia da rua 2 de junho até a travessa Vileta.

A execução do trabalho está sendo realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), e o titular, Ruy Cabral, comenta sobre a continuidade dessa importante obra para o Estado.

“Na última semana nós iniciamos a construção da Estação de Tratamento do Riacho Doce, que vai receber o esgoto dos bairros beneficiados pela macrodrenagem do Tucunduba. Este trabalho representa a conclusão do primeiro trecho de obras do projeto e deve ser concluído em um ano, paralelo a isso, as equipes da Sedop também seguem trabalhando no segundo trecho, que vai da rua dos Mundurucus até a rua 2 de Junho. O prazo para a conclusão desta etapa é março de 2021.

Já no 3º trecho, que vai da rua 2 de Junho até a travessa da Vileta, a Sedop concluiu, recentemente, o processo de licitação para contratação da empresa que será responsável por esta etapa. A expectativa é de que os trabalhos iniciem este mês.

A previsão é de que a obra de macrodrenagem da bacia do Tucunduba, seja concluída até o final do ano de 2021”, enfatizou Ruy Cabral.

Escolas - Na educação há 63 obras em andamento, em 38 municípios do Pará, trabalho esse, que abrange unidades em construção e reformas, entre elas a Escola Estadual São Miguel, localizada no município de Abaetetuba que passa por uma reforma completa.

A Escola Estadual Carmina Gomes, localizada em São Félix do Xingu não recebia obras de reparo há bastante tempo, e a sua obra está andamento para em breve receber os seus alunos.

Para a titular da Seplad, Hana Ghassan, essa somatória garante ao estado do Pará mais competitividade e gera atrativos para futuros investimentos, o que consequentemente agrega de forma favorável o setor da economia, que sofre impactos diretos, além de gerar mais emprego e renda, e investir na educação através de melhorias estruturais permite mais oportunidade para todos, assim como o acesso à saúde e transporte, são fatores essenciais para um Estado mais desenvolvido.

“Entre as obras planejadas pela gestão, a prioridade é o bem estar da população e, por isso, os setores da educação, saúde e mobilidade urbana estão entre os essenciais, visto que o Pará está entre os estados com os piores índices no quesito saúde, educação e mobilidade, por exemplo. Trabalhamos com afinco, para que, além de obtermos o devido progresso, consigamos estruturar melhor a nossa economia e criar mais oportunidades para a nossa população através de mais investimentos na educação, saúde e demais setores que virão a ser contemplados”, enfatizou Hana Ghassan.