Governo do Estado reforça número de leitos de UTI em Cametá

Hospital Regional no município recebe pacientes de Covid-19 no Baixo Tocantins

01/06/2020 22h05 - Atualizada em 02/06/2020 11h46
Por Bianca Teixeira (SECOM)

O perfil do Hospital Regional de Cametá foi adequado para receber pacientes diagnosticados com Covid-19. A Unidade conta com 50 leitos clínicos e 8 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para atender os municípios da região do Baixo Tocantins, formada por Cametá, Baião, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba e Oeiras do Pará. Na última semana, o Governo do Pará enviou quatro kits de respiradores, bomba de infusão e monitores multiparamétricos.

Para a adaptação, o hospital também recebeu aparelhos de gasometria, cilindros de oxigênio, ambulância e UTI aérea, além da contratação de mais de 30 profissionais em caráter emergencial. “O espaço não possuía UTI, mas por conta da necessidade, adaptou alguns leitos com o formato de unidade de terapia intensiva para, em caráter de urgência, estabilizar esse paciente até que o mesmo possa ser transferido para outro hospital de referência e aí sim fique internado em uma UTI”, explicou Victor Cassiano, diretor do Hospital Regional de Cametá.

Cametá é o 3 º município com mais casos da doença no Pará, ao mesmo tempo, que possui uma baixa taxa de letalidade, cerca de 3,3%. “Como a atenção básica não suportou a demanda, o hospital foi muito procurado, mas em nenhum momento fechou as portas”, complementou Victor.

Para reforçar o atendimento à população do município, o Governo do Pará enviou a estrutura da Policlínica Itinerante que realizou 1.600 atendimentos em quatro dias de ação. O foco foi dado aos casos suspeitos com sintomas leves e moderados, com disponibilização de remédios a pacientes com prescrição médica. O serviço possibilitou que o Hospital pudesse priorizar os casos mais graves da doença.

Investimentos - O Hospital Regional de Cametá recebeu melhorias desde o início da atual gestão, com uma reforma que pode trazer mais qualidade para a população. No ano passado, o Hospital foi ampliado com a instalação de um laboratório de análises clínicas atualizado e com a aquisição de equipamentos de exames de imagem, como mamografias, raio-x e ultrassonografia.

Recentemente, o governador Helder Barbalho esteve no hospital fazendo um levantamento da situação e anunciou a ampliação do espaço. A expectativa é que o Regional de Cametá venha a operar com 120 leitos, destes 20 serão UTIs completas.