Pará foi o Estado que mais reduziu criminalidade no mês de março

25/05/2020 21h59 - Atualizada em 26/05/2020 13h04
Por Walena Lopes (SEGUP)

Dados divulgados nesta segunda-feira (25) pelo Monitor da Violência, elaborado pelo portal G1 em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontam o Pará no primeiro lugar do ranking dos Estados brasileiros que mais reduziram os crimes violentos letais e intencionais, que englobam homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de mortes. A redução foi de 23,1%, resultado da comparação do primeiro trimestre deste ano com o mesmo período de 2019.

O Monitor da Violência revela o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base em dados oficiais dos 26 Estados e do Distrito Federal. O Pará aparece também entre os dez que diminuíram a criminalidade durante a pandemia do novo coronavírus. Mesmo com a restrição de pessoas circulando nas ruas, os órgão de segurança atuando de forma integrada mantiveram as ações ostensivas de combate à criminalidade, o que gerou o resultado.

“O Monitor da Violência, do portal G1, divulgou o mapa da violência, que aponta os crimes violentos letais e intencionais em todo o país. Apenas dez Estados da federação apresentaram redução no primeiro trimestre deste ano, em comparação ao ano de 2019. Destes, o Pará atingiu, para a nossa satisfação, a primeira colocação em relação aos crimes violentos letais e intencionais, ficando ainda entre os dez Estados que reduziram a violência nesse período de pandemia. Isso mostra o resultado que estamos desenvolvendo por meio do trabalho integrado usando inteligência e uma tecnologia de ponta, no combate à criminalidade, defesa e na proteção do povo do Pará”, analisa o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Parcerias - O trabalho integrado está sendo desenvolvido, por exemplo, com servidores da área de segurança pública do Estado e agentes dos municípios, polícias de ostensividade e judiciária e da Força Nacional, por meio do Projeto Em Frente Brasil, iniciado em agosto de 2019 em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

Há também integração com o Programa Territórios pela Paz (TerPaz), desenvolvido pelo governo estadual, que implementa ações em sete bairros da Região Metropolitana de Belém, escolhidos pelo histórico de vulnerabilidade social e alta criminalidade. As ações enfatizam os eixos de segurança pública e social, reunindo educação, lazer, qualificação profissional e geração de renda, entre outras. Os bairros contemplados pelo TerPaz são: Benguí, Cabanagem, Terra Firme, Guamá e Jurunas, em Belém; Nova União, em Marituba, e Ícui, em Ananindeua.