Policlínica Metropolitana supera 31 mil atendimentos em Belém

Unidade do governo do Estado está prestes a completar um mês de serviço voltado para pacientes com sintomas leves e moderados de Covid-19

19/05/2020 14h15 - Atualizada em 19/05/2020 15h11
Por Rodrigo Reis (EMATER)

Atendimento itinerante já passou por Santo Antônio do Tauá e agora ocorre em CastanhalPrestes a completar um mês de atendimento exclusivo a pacientes com sintomas leves e moderados da Covid-19, a Policlínica Metropolitana, em Belém, completa, nesta terça-feira (19), 31 mil atendimentos, entre consultas, exames de imagem e transferências para hospitais de referência. No último dia 14, a unidade de saúde iniciou os serviços itinerantes em Santo Antônio do Tauá e, desde segunda (18), os atendimentos estão sendo realizados em Castanhal.

Somente no primeiro dia de serviços no município da região nordeste foram cerca de 410 atendimentos. Nesta terça-feira (19), o número deve ser superado, como explica o coordenador da Poli, o médico Sipriano Ferraz.

“Nós estamos disponibilizando os serviços itinerantes em regiões que estão com demanda crescente da Covid-19. Em Castanhal, o dia deve fechar em mais de 450 atendimentos”, afirmou.   

A Policlínica Itinerante disponibiliza para a população 40 profissionais, que trabalham desde a triagem até os exames, sendo 10 médicos e uma equipe de enfermeiros, técnicos, logística, almoxarife, recepcionistas e farmacêuticos.

Durante o atendimento, o paciente passa por avaliação médica e, com base nos sintomas e no nível de oxigênio no sangue, pode ser encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). 

“A Poli foca no tratamento precoce, isso faz com que os pacientes sejam tratados no início, evitando que evoluam para casos mais graves. Nos últimos dias, a gente já percebe uma diminuição dos casos graves da doença. Vamos conseguir atropelar e vencer esta pandemia, sempre a disposição da população” - médico Sipriano Ferraz, coordenador da Poli.

Serviço:

Em Castanhal, a Policlínica Itinerante funciona das 8h30 as 17h30, em frente ao Centro de Atendimento Especializado (CAE), na Avenida Major Wilson, ao lado do Hospital Municipal.