Novo embarque da balsa para travessia do rio Meruu começa a ser construído

Com início das obras este ano, a ponte sobre o rio Meruu deve ser entregue em meados de 2021

19/05/2020 14h01 - Atualizada em 19/05/2020 14h42
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

O tráfego na PA 151, como rota de escoamento da produção, ganhará mais agilidade com a construção da ponte sobre o rio MeruuA Secretaria de Estado de Transportes (Setran) iniciou nesta terça-feira (19), a construção do desvio da área de embarque e desembarque de passageiros na área do rio Meruu, na PA 151, na região do Baixo Tocantins. A transferência é necessária para liberar a área para início de uma das obras mais importantes da região do Baixo Tocantins, a ponte sobre o rio Meruu.

Com a ponte, motoristas não vão mais aguardar a travessia por balsaA mobilização de materiais para o canteiro de obras está a todo o vapor. A obra, que foi iniciada na gestão passada, teve de passar por ajustes judiciais, como pagamento de indenização para moradores da área, e a liberação de licenças ambientais. Agora, seguirá de forma continuada até sua conclusão.

No período que o Governo do Estado, por meio da Setran, sanava os entraves judiciais, que emperravam a execução da obra, foi montado um canteiro de obras há cerca de 10 quilômetros do rio Meruu para que fossem construídas partes da ponte, que poderiam ser transportadas para o local para serem montadas no local da obra.

Estão prontas 52 das 56 vigas necessárias e ainda 6.258 pré-lajes, que serão utilizadas para erguer 560,88 metros de extensão da ponte. O desvio deve ser concluído em 90  dias. A partir dai, ocorrerá a mudança definitiva do canteiro de obras para as margens do rio Meruu e a ponte começará a ser erguida.

Acesso a igarapé Miri, a ponte sobre o rio Meruu representa o incentivo à produção local, uma vez que o município é o maior produtor nacional de açaí. Atualmente, a travessia de passageiros e de produtos é feita por meio de uma balsa na área do Meruu.

Ao todo, a PA 151, que tem mais de 255 quilômetros de extensão, tem 18 pontes, sendo 16 de concreto (755m), 1 mista ( madeira e concreto de 35 metros) e  ainda uma de madeira (10 m). “O tráfego na PA 151, como rota de escoamento da produção, ganhará mais agilidade com a construção da ponte sobre o rio Meruu, pois os motoristas não precisão mais aguardar a travessia por balsa. É uma obra que o governador Helder Barbalho se empenhou pessoalmente para resolver os entraves burocráticos, pois sabe da importância dela para a economia e para os moradores da região do Baixo Tocantins”, detalhou Pádua Andrade, titular da Setran.