Policlínica Itinerante inicia atendimentos em Castanhal

O espaço funciona das 8h30 às 17h30, na Avenida Major Wilson, ao lado do Hospital Municipal

18/05/2020 14h04 - Atualizada em 18/05/2020 15h08
Por Raphael Graim (VICE-GOV)

Cerca de 40 profissionais seguem com a Poli Itinerante, desde a triagem, consultas até examesA população de Castanhal começou a receber, nesta segunda-feira (18), os serviços da Policlínica Itinerante, que são voltados para os casos de suspeita da Covid-19 de baixa e média complexidade. São oferecidos exames laboratoriais básicos e, caso haja suspeita clínica, o tratamento é iniciado com as recomendações e a distribuição de medicamentos.  

A Unidade de saúde iniciou os trabalhos no dia 14/05, em Santo Antônio do Tauá. Castanhal é o segundo município a receber os atendimentos. Ao todo, são cerca de 40 profissionais trabalhando na Poli Itinerante, desde a triagem até os exames, sendo 10 médicos e uma equipe de enfermeiros, técnicos, logística, almoxarife, recepcionistas e farmacêuticos. 

O Dr. Sipriano Ferraz, coordenador geral da Policlínica Itinerante, explica de que maneira a estrutura vai ajudar a população do município, que já ultrapassou a marca de 300 casos confirmados. 

Dr. Sipriano Ferraz, coordenador geral da Poli Itinerante“Nós atuamos em duas frentes. Primeira, desafogando as UPAs e Prontos Socorros, tirando esses casos de lá, para que eles possam estar focados nos pacientes mais graves. O segundo ponto é que nós focamos no início precoce do tratamento. Os pacientes entram aqui, são avaliados pelos médicos e, quando necessário, são feitos exames. Se houver indicação, nós já iniciamos o tratamento. A nossa farmácia tem à disposição azitromicina e hidroxicloroquina”, explicou o médico. 

Angelica Coutinho já saiu com medicamentoPara Angélica Coutinho, que levou a mãe cadeirante para ser atendida na Policlínica, o atendimento foi muito satisfatório.

“Me atenderam com dignidade, foram rápidos e atenciosos com minha mãe. A gente fica muito nervosa e noites sem dormir, mas Graças a Deus deu tudo certo. Recebi o medicamento”, disse. 

Maria do Carmo elogia a rapidez no atendimentoMaria do Carmo, que está há 8 dias com sintomas da doença e foi atendida nesta manhã, considera a chegada da Unidade Móvel em Castanhal uma benção. “Foi uma benção esse atendimento, porque muitas pessoas aqui em Castanhal estavam com dificuldade na consulta e no medicamento, que é caro. Aqui nós recebemos tudo de graça. Antes das 10h já fui atendida e recebi meu medicamento”, contou a paciente. 

O espaço funcionará das 8h30 às 17h30, em frente ao Centro de Atendimento Especializado (CAE), na Avenida Major Wilson, ao lado do Hospital Municipal. A Unidade está apta para realizar 1.600 atendimentos em 5 dias.