Pará tem mais 31 leitos clínicos e 20 novas UTIs específicas para o enfrentamento a pacientes da covid-19

25/04/2020 22h10 - Atualizada em 25/04/2020 23h21
Por Bianca Buenaño (COSANPA)

Na noite desse sábado (25), em vídeo postado nas redes sociais, o governador Helder Barbalho, que ainda segue em isolamento domiciliar, divulgou que o Pará possui novos leitos para o combate ao novo coronavírus. Em Capanema, nordeste do Pará, o Hospital Regional dos Caetés será destinado somente para atender pacientes com Covid-19, tendo 31 novos leitos clínicos e 10 novas UTIs. 

"Estamos fazendo todos os esforços para ampliar a rede hospitalar. O Hospital Regional dos Caetés, que foi entregue pelo Governo do Estado, terá uma mudança de perfil. Até então era de traumatologia, mas a partir de agora passa a ser exclusivo para atender pacientes com coronavírus. São mais 31 leitos clínicos e 10 UTIs. Com isso nós chegamos a 951 leitos específicos para coronavírus”, ressaltou o governador.

Governador do Pará, Helder Barbalho, durante live neste sábado (25)

Helder Barbalho também ampliou o número de leitos de UTIs da Fundação Santa Casa de Misericórdia, em Belém, sendo mais 10 unidades de terapia intensiva. Agora o Estado soma 158 leitos de UTI somente para o enfretamento a covid-19.

No vídeo, o governador atualizou os dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Neste sábado (25) foram positivadas mais 166 pessoas, chegando ao total de 1.745 casos no Pará. Helder ainda lamentou a notificação de mais nove óbitos, somando ao todo 95 mortes no Estado.

“São 1.745 casos registrados e 95 pessoas perderam a vida contra a covid-19. O meu sentimento é de completo pesar e de solidariedade a essas famílias que sofrem neste momento. Mas temos uma notícia muito boa, atualmente são 736 casos estão recuperados, essas pessoas atravessaram o ciclo viral e já estão voltando a sua vida normal”, informou o chefe do executivo.

Ações - O Estado já disponibilizou 15 médicos cubanos à prefeitura de Belém, esses profissionais serão custeados pelo Governo. No Pará, 86 médicos cubanos vão atuar na linha de frente, no momento, já se apresentaram aproximadamente 40 médicos e 15 deles estão disponíveis para atuar nos hospitais municipais da capital.

Durante este sábado, a Policlínica Metropolitana realizou 700 atendimentos. A Unidade continuará funcionando nesse domingo (26) no horário de 7h até às 19h.

Hoje, o Governo do Estado distribuiu cerca de mil cestas de alimentação em aldeias indicadas pela Funai para atender comunidades tradicionais indígenas no Pará.