Detran credencia empresas de vistoria em Belém, Ananindeua e Paragominas

Ação vai descentralizar o atendimento. Empresas poderão fazer transferência de propriedade de veículos e mudança de jurisdição

24/04/2020 12h59 - Atualizada em 24/04/2020 16h39
Por Eduardo Vilaça (DETRAN)

Buscando melhorar o atendimento à população e dar mais agilidade e eficiência aos processos realizados pelo órgão, o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) publicou no Diário Oficial desta sexta-feira (24) a portaria de credenciamento de nove empresas de vistoria veicular, distribuídas pelas cidades de Belém, Ananindeua e Paragominas.

De acordo com o diretor geral do Detran, Marcelo Guedes, o objetivo desse credenciamento neste momento, em que as atividades presenciais do órgão ainda estão suspensas devido à pandemia do novo coronavírus, “é deixar essas empresas prontas para o momento de reabertura dos serviços de vistoria veicular, para dar vazão à enorme demanda reprimida no tempo de paralisação”. Guedes ainda explica que há vários pedidos de credenciamento para todas as regiões do Estado. “Essas solicitações estão em análise para deliberação nos próximos dias”, diz.

A atuação dessas empresas particulares é autorizada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), sendo que elas terão permissão para realizar dois tipos específicos de vistoria no Pará: transferência de propriedade de veículos e mudança de jurisdição. Elas vão coletar, por meio óptico, a numeração do chassi, a numeração do motor e a placa traseira do veículo, para que esses dados sejam comparados eletronicamente com aqueles contidos nas bases de dados do Detran e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Mesmo com a chegada dessas empresas particulares de vistoria, os servidores efetivos do Detran lotados neste setor continuarão atendendo ao público na sede da capital e nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). O diferencial é exatamente dar mais comodidade aos usuários, descentralizando o atendimento.

“Os condutores vão continuar obedecendo o requisito legal de ter o carro passando por uma vistoria, só que sem a dor de cabeça da fila, tendo inúmeras opções na capital e no interior também”, explica Marcelo Guedes, ressaltando ainda que o serviço passa a ser feito de forma mais segura e transparente, “pois todas as lojas credenciadas terão um arquivo eletrônico de fotos com todas as especificações dos veículos, que serão enviadas e incluídas no sistema do Denatran”, garante.