Vale-alimentação escolar chega a mais cinco regiões, para quase 170 mil alunos

O benefício entregue pelo governo do Estado garante a compra de alimentos para estudantes da rede pública estadual

23/04/2020 19h56 - Atualizada em 23/04/2020 21h51
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

Jhonatan Mendes (e), pai de dois alunos do ensino médio, recebeu o benefício em JacundáO Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), está intensificando a remessa dos cartões do vale-alimentação escolar aos municípios. Nesta quinta-feira (23), foi a vez das entregas nas regiões de Integração do Xingu, Guamá, Lago de Tucuruí, Rio Caeté e Marajó. Nos municípios dessas regiões, cerca de 170 mil alunos serão beneficiados com os vales.Entrega do vale-alimentação em Breves, na região do Marajó

No Marajó, a região do Pará com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o momento é de muita expectativa. “Os cartões chegaram de avião no final da manhã e imediatamente a URE (Unidade Regional de Educação) começou a distribuição às escolas. Para muitas crianças da região, a escola é a única fonte de alimentação”, disse o gestor da URE 13, Jefferson Ottoni. Segundo ele, na sexta-feira (24) inicia a entrega para alunos de Breves, e na sequência aos demais municípios marajoaras.

Servidora recebe cartões enviados pela Seduc a Magalhães BarataNa quarta-feira (22), os cartões chegaram a diversas regiões. A Secretaria Regional de Governo do Sul e Sudeste do Pará, sediada em Marabá, acompanha o início da distribuição dos cartões para todas as escolas de ensino médio vinculadas às unidades regionais de educação (UREs), nos municípios de Marabá (4ª URE), Tucuruí (5ª URE), Conceição do Araguaia (15ª URE), Parauapebas (21ª URE) e Xinguara (22ª URE). Na maioria desses municípios os cartões já começaram a ser entregues aos alunos. 

Segundo o secretário regional de Governo do Sul e Sudeste, João Chamon Neto, devido à logística e às distâncias geográficas, até a próxima semana a entrega deverá ser concluída, beneficiando 23.536 alunos na região.

Apoio ao ensino - No município de Jacundá, o diretor da Escola Irmã Dorothy Stang, Francisco de Sousa, resumiu a importância do vale-alimentação escolar. “Esta ação da Seduc deve ser festejada como um importante recurso de incentivo e apoio ao estudo em casa, já que a alimentação garante melhor rendimento ao aluno”, frisou.Os cartões também já chegaram à região de Integração do Xingu

Para Jhonatan Mendes, pai de dois alunos do ensino médio, receber o benefício representa mais um apoio ao orçamento da família destinado à alimentação dos alunos. “Nesses dias difíceis, onde essa pandemia nos impede de trabalhar e prover o sustento dessas crianças, a alimentação escolar nos tranquiliza em saber que nossos filhos poderão estudar com mais tranquilidade. Eu só tenho a agradecer”, declarou Jhonatan Mendes. 

Na região do Baixo Amazonas os alunos também já estão recebendo os vales. Para os pais, o benefício é uma grande ajuda nesse momento em que os filhos estão afastados da escola. A filha da dona de casa Marizete dos Santos estuda na Escola Almirante Soares Dutra, em Santarém. Depois de pegar o vale, a mãe mostrou a importância do benefício: “Veio numa ótima hora! Minha filha estava precisando muito desses alimentos. Saindo daqui, já vou logo às compras”. (Com informações de Adenlilson Godinho e Ronilma Santos / Ascom das Secretarias Regionais de Governo).