Mulheres assentadas de Itupiranga vão receber R$ 1,5 milhão em crédito

Cerca de 300 pessoas serão contempladas com R$ 5 mil cada uma até o fim do mês de abril

22/04/2020 10h10 - Atualizada em 22/04/2020 13h32
Por Aline Miranda (EMATER)

Cerca de 300 mulheres de 25 assentamentos de Itupiranga, no sudeste do Estado, receberão, até o fim do mês, um total de R$ 1,5 milhão de crédito rural pela parceria entre escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Pecuária (Semapp) e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Auxílio é de R$ 5 mil para cada uma, por meio do Fomento Mulher, do IncraOs projetos, elaborados pela Emater, são da linha Fomento Mulher, do Incra, no valor individual de R$ 5 mil, com liberação do Banco do Brasil (BB), para serem aplicados em atividades como piscicultura, suinocultura, artesanato, produção de doces e criação de galinha caipira. O objetivo é impulsionar a independência das mulheres rurais, tradicionalmente subjugadas nos arranjos familiares: casam mais cedo, sofrem mais violência doméstica, cumprem dupla jornada de trabalho (casa, filhos, roça, sítio), apresentam menos escolaridade, muitas nem documentos possuem.

“É importante ressaltar que, entre essas 300 mulheres, esse crédito contempla diversas chefes-de-família, mães solteiras, mas também mulheres casadas, só que o recurso é para elas, sai no nome delas e um dos requisitos no Incra é que elas recebam assistência técnica, o que acaba servindo como uma ferramenta de segurança e observação também para elas, para que o dinheiro não se desvie à força ou contrariedade”, explica o chefe do escritório local da Emater, o engenheiro agrônomo Rony Luiz Torquato. 

Em 2019, Emater e parceiros efetivaram outros 400 Fomento Mulher em Itupiranga, representando um montante de R$ 2 milhões.