Governo discute prorrogar suspensão de aulas da rede pública estadual

A antecipação das férias dos professores também será avaliada com membros do Sintepp

13/04/2020 23h12 - Atualizada em 14/04/2020 11h12
Por Luana Leite (SEPLAD)

O governador do Pará, Helder Barbalho, se reuniu nesta segunda-feira (13), por videoconferência, com os titulares da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), para discutir a prorrogação da suspensão das aulas nas escolas estaduais e a antecipação das férias dos professores da rede pública de ensino.

O Decreto 609, que suspendeu as aulas presenciais, determina o retorno das atividades em 15 de abril. No entanto, para manter as medidas preventivas à disseminação da Covid-19, o Estado deverá prorrogar o prazo de suspensão das aulas.As aulas foram suspensas para proteger alunos e professores do novo Coronavírus

A titular da Seplad, Hana Ghassan, defendeu uma solução que não cause prejuízo a alunos e professores. "A reunião tratou da prorrogação da suspensão das aulas e reorganização do calendário escolar, em função dos dias parados. O governo estuda a antecipação das férias dos professores, como uma forma de a categoria não ser prejudicada", ressaltou Hana Ghassan.

Nesta terça-feira (14), gestores da Seplad se reunirão com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), para tratar sobre a antecipação de férias dos servidores da educação, visto que as escolas permanecem fechadas, e para reforçar as atividades on-line durante o período de suspensão das aulas presenciais.