NGTM recupera iluminação pública no prolongamento da avenida João Paulo II

Serviço foi necessário após furtos de fiação elétrica e luminárias em diversos pontos da via

03/04/2020 11h08 - Atualizada em 03/04/2020 12h02
Por Michelle Daniel (NGTM)

Toda a iluminação seja refeita, incluindo fiação elétrica, luminárias e alguns postes derrubadosO Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) iniciou, nesta semana, o trabalho de recuperação do sistema de iluminação pública do trecho do prolongamento da avenida João Paulo II, na Região Metropolitana de Belém. O serviço foi necessário devido a inúmeros furtos de fiação elétrica e luminárias em diversos pontos da via.

Os crimes provocaram prejuízos ao cofre público estadual e escuridão em vários trechos de uma das principais vias da Grande Belém, que possui intenso fluxo de veículos, assim, criando problemas de segurança no tráfego também para pedestres e ciclistas. A previsão é que, até o final deste semestre, toda a iluminação seja refeita, incluindo fiação elétrica, luminárias e alguns postes derrubados, promovendo mais segurança na área.

Obras vão promover mais segurança na área“Realmente era muito escuro e ficava perigoso para todo mundo. Com a nova instalação, acredito que vai ajudar a evitar até acidentes”, comentou Silvandro de Jesus, de 45 anos, lanterneiro, morador no bairro Guanabara.

O comerciante Luiz Braga, de 48 anos, morador no bairro do Castanheira, conta que precisou mudar o horário de caminhada devido à escuridão. “Costumava caminhar por aqui à noite, mas como ficou escuro, passei a caminhar durante o dia. Sem dúvida, é um prejuízo para o poder público e para nós mesmos, enquanto cidadãos. Que bom que isso vai ser resolvido, vai melhorar bastante”, comentou.

Para o diretor-geral do NGTM, engenheiro Eduardo Ribeiro, o trabalho de recuperação da iluminação pública vem reforçar a segurança na via, que “é fundamental tanto para o tráfego de veículos quanto para pedestres”. O custo da recuperação gira em torno de R$ 800 mil. “Com isso, vamos proporcionar a conclusão definitiva da obra, uma vez que as passarelas já instaladas também serão iluminadas”, acrescenta o diretor geral do NGTM.

“É fundamental que a população coopere com os órgãos de segurança caso se repita as situações de furtos, denunciando qualquer caso suspeito” - Eduardo Ribeiro, diretor-geral do NGTM.

O número do Disque Denúncia é 181, ferramenta do Sistema de Segurança Pública do Pará. O sigilo é garantido.

Prolongamento – O projeto do prolongamento da avenida João Paulo II previa a execução de drenagem superficial e profunda, pavimentação, execução de obras de arte especiais (duas pontes, sendo uma em concreto e outra com estrutura mista de concreto e aço), execução de serviços de paisagismo e urbanização (com a construção de praças e áreas de lazer para a comunidade), iluminação pública, infraestrutura para a implantação de fibra ótica de transmissão de dados e sinalização. 

O empreendimento custou R$ 302 milhões, tendo como fonte de recursos R$ 104 milhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) – da Caixa Econômica Federal, R$ 80 milhões de repasse do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 118 milhões do tesouro estadual.